Aluguel de Ferramentas









Notícias

RSS Feed - Notícias - Mantenha-se Informado


30/11 - Novembro termina com queda nas mortes pela Covid-19 no Alto Tietê, mas aumentam casos da doença em relação a outubro
Região notificou mais sete óbitos nesta segunda-feira e total de mortes chegou a 1.631 desde o início da pandemia, Reprodução em 3D do modelo do novo coronavírus (Sars-CoV-2) criada pela Visual Science. Dentro do verde mais claro, as bolinhas vermelhas representam o 'centro' do vírus, o genoma de RNA; as bolinhas verdes são proteínas 'especiais', que protegem esse material genético. Ao redor do verde, o vermelho mais fraco é a 'casca', feita de uma membrana retirada da célula hospedeira. O vermelho mais vivo são as proteínas 'matrizes' codificadas pelo vírus. As 'pontas' que saem do vírus são as 'lanças de proteínas', que o vírus usa para se conectar às células hospedeiras e infectá-las. Reprodução/Visual Science As mortes de moradores do Alto Tietê em decorrência da Covid-19 caíram no mês de novembro no Alto Tietê, enquanto os novos casos da doença aumentaram na comparação com outubro. Enquanto os óbitos diminuíram de 128 para 102 (-20%), os novos casos passaram de 4,3 mil para 5,2 mil (19,4%). MÉDIA MÓVEL: veja em que estados as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda Nesta segunda-feira (30), região chegou a 1.631 óbitos pela Covid-19, com mais sete notificações. As últimas vítimas eram uma de Arujá e Itaquaquecetuba, além de duas em Mogi das Cruzes e três em Ferraz de Vasconcelos. Também foram confirmados na região mais 267 casos do novo coronavírus, além de 313 pacientes recuperados em relação ao balanço da sexta-feira (27). No acumulado desde o início da pandemia, 37.257 moradores das dez cidades da região testaram positivo para o novo coronavírus, dos quais 29.836 estão curados. Média móvel A média móvel do Alto Tietê indica uma elevação de 50% nas mortes pela doença, na comparação com duas semanas atrás. Há 14 dias, a média diária de óbitos estava em dois e nesta segunda-feira ficou em três. A média móvel de novos casos também apresenta elevação de 163 para 230 novos casos da Covid-19 por dia, em duas semanas. Média móvel do Alto Tietê em 30 de novembro Initial plugin text
Veja Mais

30/11 - Pandemia, engajamento e biometria: as hipóteses para as altas abstenções nas eleições de 2020
Cidades avançadas no cadastramento biométrico têm números mais corretos de eleitorado e maior comparecimento. Na outra ponta, a crise sanitária, disputas mais mornas e facilidade de justificar o voto desestimularam o eleitor a sair de casa. Segundo turno das eleições 2020 tem 29,47% de abstenções de eleitores A média de abstenções no segundo turno das eleições de 2020 chegou a quase 30% dos eleitores. Para especialistas consultados pelo G1, são três os motivos principais: a pandemia do coronavírus, a falta de engajamento do eleitor e a evolução do cadastramento biométrico. Era esperado que a crise sanitária afetasse o comparecimento de eleitores às seções de votação. Em 2016, 21,6% dos eleitores não foram votar no segundo turno contra 29,4% neste ano. Veja os principais números das eleições de 2020 Patrimônio dos prefeitos eleitos nas capitais varia de zero a R$ 20,3 milhões “É um número maior do que desejaríamos, mas é preciso ter em linha de conta que realizamos eleições em meio à pandemia que já consumiu 170 mil vidas, e as pessoas com temor, muitas por estarem com a doença, muito por estarem com medo”, afirmou neste domingo o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso. Mas um levantamento feito pelo G1 mostra como fatores além da pandemia influenciaram as votações. Cidades que estavam em grau mais avançado do cadastramento biométrico tiveram, em geral, menores números de abstenção. Isso acontece porque os Tribunais Regionais Eleitorais (TRE) são obrigados a passar um pente-fino em suas bases de eleitores e acabam eliminando pessoas que já não compareceriam às urnas. É o caso de quem teve o título de eleitor cancelado e de pessoas que morreram entre uma eleição e outra. PSDB, MDB, PSD e DEM vão administrar o maior número de grandes cidades 10 maiores índices de abstenção do 2º turno Fernanda Garrafiel/Arte G1 Há exceções importantes, como a eleição de Goiânia. A cidade tem quase 100% de biometria cadastrada, mas é a líder em abstenções neste segundo turno, com 36,7%. Para o cientista político Christopher Garman, diretor-executivo para as Américas da consultoria Eurasia, a limpeza dos dados favoreceu os percentuais de abstenção, mas a falta de engajamento político foi fator mais importante. “O ambiente social está menos conflagrado. Não houve uma revolta com a classe política como nas últimas eleições. E esse nervosismo foi apaziguado, principalmente, por uma sensação maior de bem-estar econômico em 2020”, diz Garman. O especialista afirma que o Auxílio Emergencial e os robustos repasses para que os municípios combatessem a pandemia deixaram o ambiente mais ameno entre população e governantes, favorecendo a reeleição de prefeitos ao redor do país. Em caso de disputa pouco competitiva, como aconteceu em Goiânia e no Rio de Janeiro, o eleitor também perdeu a motivação para votar. A lógica vale para o cenário inverso, de votações mais disputadas. Se havia dúvida sobre quem seria o vencedor — ou a temperatura da disputa estivesse mais alta —, o eleitor foi mais instigado a comparecer. Foi o que aconteceu em Recife, que teve um dos pleitos mais apertados dentre as capitais no segundo turno e mostrou índices de abstenção abaixo da média — apenas 21,2%. “Em geral, foi um ambiente completamente atípico, em que 8% do PIB foi direcionado para políticas sociais. Não acredito em uma vitória da ponderação e a polarização deve retornar nas próximas eleições”, afirma Garman. Segundo o cientista político Humberto Dantas, pesa também a dependência econômica da população em relação à máquina pública. Quanto mais robusta é a criação de empregos pelas prefeituras e maiores são os repasses de recursos à população economicamente ativa, maior a disposição de votar. “O grau de dependência das pessoas em relação ao cofre público municipal deixam o eleitor mais engajado”, afirma Dantas. O especialista lembra ainda que a facilidade de justificar a ausência da votação pelo E-Título e as multas brandas para quem não vota são quesitos extras na diminuição do comparecimento. Partidos do Centrão vão comandar quase metade dos municípios do país 10 menores abstenções do 2º turno Fernanda Garrafiel/Arte G1 Para Adriana Brandão, diretora-geral do TRE-RJ, ainda é cedo para uma análise mais detalhada. "Fica difícil fazer uma análise nesse momento de pandemia, até porque a Justiça Eleitoral recomendou que as pessoas com sintoma não fossem [votar]. (...) Muita gente com medo", afirma. Além disso, ela destaca o fato de que a Justiça Eleitoral não prosseguiu com o cancelamento de títulos em determinadas cidades pela dificuldade de regularização da situação eleitoral em meio à pandemia. “No caso de São João de Meriti, por exemplo, fizemos a revisão [cadastro biométrico] de mais ou menos 80% do eleitorado. Para não prejudicar quem não fez a revisão [por causa do contexto de pandemia], o TSE suspendeu o cancelamento. Então os títulos das pessoas que não compareceram não foram cancelados e nós ficamos com esse percentual”, diz. As outras quatro cidades do Rio que tiveram segundo turno, porém, têm níveis de cadastramento biométrico bastante baixos — entre 48% e 57%. Segundo Brandão, as taxas se explicam por conta da não obrigatoriedade da biometria nas eleições deste ano, já que a Justiça Eleitoral do estado contava com isso para atualizar sua base de dados. “Aqui, no Rio, nós temos uma peculiaridade em relação aos outros estados. Nós temos um banco de identificação civil que fica a cargo do Detran do Rio. É uma base 'biometrizada'. Por meio de um convênio, tivemos 4,7 milhões de cadastros aproveitados dessa base. Desse total, um pouco mais de 3 milhões foram validados. Nós íamos validar [o resto] no momento da eleição. Mas, como não teve o uso da biometria, ficamos com a base de dados pendente de validação", afirma Brandão. VÍDEOS: Tudo sobre política no Brasil e no mundo
Veja Mais

30/11 - Junqueirópolis divulga a sexta morte causada pelo novo coronavírus
Boletim oficial aponta que a cidade tem 260 casos positivos e 60 suspeitos de Covid-19. Boletim de casos de Covid-19 em Junqueirópolis, em 30 de novembro Reprodução A Prefeitura de Junqueirópolis divulgou nesta segunda-feira (30) a sexta morte causada pelo novo coronavírus na cidade. O boletim oficial aponta que a cidade tem 260 casos positivos da doença. Ainda conforme o balanço, registros suspeitos são 60 e 237 pessoas já foram curadas da Covid-19. Initial plugin text Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.
Veja Mais

30/11 - Reforma tributária, consultório para morador de rua e nova rodoviária: veja propostas do prefeito eleito de Limeira
Renovação de frota, implantação de nova fase de aterro e construção de sede para o Departamento de Bem-Estar Animal também estão no plano de governo de Mario Botion. Prefeito Mario Botion comemora após ser reeleito, em Limeira Felipe Boldrini/ EPTV Reforma tributária, criação de consultório médico para moradores de rua, renovação de frota, implantação de 3ª fase do aterro sanitário e construção de uma nova rodoviária estão entre as ações propostas pelo prefeito reeleito de Limeira, Mario Botion (PSD), em seu plano de governo. O chefe do Executivo também pretende incentivar empresários locais a participarem de licitações da prefeitura, criar uma sede para o Departamento de Bem-Estar Animal e implantar um programa de enfrentamento à drogradição. Veja as propostas: Desenvolvimento institucional Expansão do projeto Conecta Limeira, programa de internet gratuita em praças e áreas públicas; Ampliação e modernização dos sistemas de comunicação da prefeitura com a população via aplicativos; Ampliar a participação popular por meio de aplicativos; Incentivar empreendimentos para modernização dos dispositivos de acesso à tecnologia 5G; Aumentar o alinhamento da agenda dos ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável - ONU) com os Indicadores e Metas de Ações do PPA (Plano Plurianual); Aperfeiçoamento do Programa Prefeito no Bairro, no qual o Prefeito e a sua equipe de Secretários recebem e atendem os cidadãos em diversos bairros da cidade. Desenvolvimento, turismo e inovação Desburocratização dos procedimentos para instalação de empresas e realização de eventos; Expandir a capacitação de micros e pequenas empresas locais para se tornarem fornecedores da prefeitura; Expandir os programas de capacitação das micro e pequenas empresas locais, incentivando a participação nos processos licitatórios do município; Fomentar o turismo histórico e rural, buscando parcerias com instituições de ensino e fazendas. Dar mais visibilidade às comunidades de descendentes de imigrantes; Realização de programas de atração de turistas com outras cidades da Região Turística da Serra de Itaquerí, à qual Limeira está inserida; Reforçar a estratégia de comunicação para consolidar o título de Limeira como Capital da Jóia Folheada, por meio de parcerias com o Sebrae e outras instituições e interação com o segmento; Ampliar a participação em eventos, como a Feira do Empreendedor Sebrae; Apoiar a criação de mais empresas inovadoras, através de projetos de educação empreendedora, mais eventos de fomento, além de ampliar a proximidade com instituições de ensino superior e empresas para identificar demandas; Avançar na valorização de Limeira como Polo de Tecnologia; Aumentar a presença de empresas de tecnologia no município, ampliando a atratividade do município por meio de maior divulgação das condições estruturais locais; Estímulo à autonomia econômica e financeira das mulheres, com capacitação técnica, acesso ao crédito, apoio ao empreendedorismo, associativismo, cooperativismo e comércio; Apoiar a organização produtiva de mulheres rurais. Política tributária Implementar reforma tributária municipal; Implantar processo eletrônico tributário/fazendário e plataforma eletrônica de negociação e parcelamento de dívidas; Administração Pública e Recursos Humanos Implantar seis polos de informações para os cidadãos; Potencializar parcerias com as faculdades do município para estabelecer um programa de capacitação contínua dos funcionários municipais; Prosseguir com a valorização dos funcionários municipais de carreira, com maior participação nas funções gerenciais. Ampliação do período de licença paternidade, possibilitando uma maior presença dos pais junto aos recém-nascidos e às mães. Saúde Informatizar todas as áreas da Secretaria de Saúde facilitando o acesso a população através de aplicativo, agilizando o acesso e o atendimento à população; Continuidade das modernizações e ampliações das Unidades Básicas de Saúde, bem como, das unidades de especialidades; Construção de uma nova Central de Ambulâncias, ao lado do SAMU; Ampliar o atendimento do Programa de Atenção Domiciliar (PAD) com a implantação de mais equipes; Criação do Centro de Referência do Idoso, que funcionará como uma Policlínica específica para esse público, com atendimento geriátrico, clínico, fisioterápico, cardiológico e outros serviços; Reformar o Ambulatório de Saúde Mental com a implantação do CAPS III - transtornos mentais graves e persistentes; Transformação dos Pronto-Atendimentos (PAs) do Jardim Aeroporto e Parque Hipólito em UPAs, ampliando o atendimento de urgência e emergência. Além disso, as UBSs existentes atualmente nos mesmos espaços serão descentralizadas na mesma região; Implantação do Centro de Reabilitação Motora Funcional para atendimento especializado de pacientes com sequelas e lesões permanentes; Criação do Consultório na Rua para atendimento médico de pessoas em situação de rua. Ampliar acessibilidade nos Centros de Saúde da Prefeitura Municipal, bem como a disponibilização de aparelhos e instrumentos às pessoas com deficiência; Ampliar o atendimento e as políticas públicas de prevenção às doenças que acometem a população negra; Entrega e instalação do mamógrafo digital, que ampliará a capacidade de realização de exames de mamografia, inclusive às pessoas com deficiência; Aumento de número de cirurgias de reconstrução de mama. Ampliação das parcerias com associações e entidades beneficentes. Esportes Fomentar a prática esportiva e de lazer no município por meio da realização de chamamento público para seleção de projetos esportivos, paradesportivos e de esporte e lazer; Ampliar e fortalecer as atividades do Programa de Esportes e Adaptados (Proesa), incentivando a prática de atividades esportivas para pessoas com deficiência; Implantar mais academias ao ar livre e áreas de caminhada nas diversas regiões do município; Ampliar o apoio à realização de eventos esportivos amadores em diversas modalidades; Implantar pista de atletismo oficial completa para promover e incentivar a prática esportiva da população; Implantar pista de skate oficial no município, disponibilizando espaço específico para treinamento e realização de eventos aos praticantes; Fortalecer vínculos com instituições de ensino e iniciativa privada para realização de projetos visando a promoção do esporte e do lazer no município. Habitação Revisar, atualizar e regulamentar o Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS), dando continuidade a estudos e projetos que promovam viabilidade aos empreendimentos habitacionais de interesse social e incentivos aos empreendimentos de mercado popular; Aperfeiçoar o Fundo Municipal de Habitação de Interesse Social com o objetivo de incrementar a captação de recursos junto aos governos federal e estadual; Ampliar a participação do município nos programas habitacionais do governo estadual e do governo federal; Dar continuidade ao incentivo e apoio às iniciativas coletivas, como cooperativas ou associações, que busquem alternativas para viabilizar e promover as questões habitacionais de interesse social; Consolidar e ampliar programas de regularização de construção e de melhorias habitacionais para a população de baixa renda, priorizando a mulher chefe de família. Fomentar a assistência técnica, o Banco de Materiais de Construção, a Olaria Ecológica e outros equipamentos e ações; Ampliar ações de regularização da posse/propriedade de imóveis habitacionais de interesse social que estejam de forma irregular ou clandestina; Criar aplicativo para acesso aos serviços da Secretaria Municipal de Habitação; Implantação de loteamentos habitacionais de interesse social - HIS, na região do bairro Geada (ZIE-2-J: Morro Azul) e na região da Fazenda Duas Barras. Segurança pública Continuidade e melhoria do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) entre as polícias estaduais; Defesa Civil; Corpo de Bombeiro; Polícia Federal; Polícia Rodoviária; Poder Judiciário;Ministério Público; Conselhos de Segurança; Secretarias Municipais e Conselhos Tutelares; Ampliar a cobertura da muralha digital com integração e interligação das associações constituídas com o Sistema Detecta; Ampliação do projeto de monitoramento da região central e dos centros comerciais regionais por meio de câmeras de monitoramento; Modernização da segurança pública e da defesa civil com aquisição de novos equipamentos; Aumentar o patrulhamento na área rural; Implantar novas tecnologias para corregedoria e ouvidoria da GCM; Construção da nova sede da Romu; Ampliar e aperfeiçoar a rede de atendimento às mulheres em situação de violência. Ampliar e fortalecer, ainda mais, o trabalho de prevenção e combate à violência contra a mulher em Limeira. Assistência social Fortalecimento das parcerias com o terceiro setor. Ampliação do Banco Municipal de Alimentos; Criação do Centro de Formação Profissional em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação; Ampliação da descentralização do atendimento social para a área rural do município; Ampliação da oferta de serviço de convivência para crianças e adolescentes, por meio de chamamento público; Estudo de viabilidade/necessidade de ampliação do atendimento do Conselho Tutelar; Implantação de Residência Inclusiva, especialmente para abrigar adultos com deficiência e/ou sem assistência familiar; Implantação de Sistema Digital de Gestão em atendimento social; Descentralização do Cadastro Único; Implantação do programa de enfrentamento à drogradição, conforme diretriz nacional; Implantação do programa primeira Infância no Sistema Único de Assistência Social - SUAS; Apoiar a realização de cursos de capacitação e qualificação técnica e gerencial para mulheres; Promover ações que ampliem o acesso das mulheres ao mercado de trabalho; Ampliar o apoio às políticas públicas e ações de proteção à mulher vítima de violência no município. Ampliar as ações de Rede de Atendimento e Proteção às crianças, adolescentes e idosos em Limeira. Previdência municipal Manter a gestão própria na execução dos investimentos seguindo a Política de Investimentos aprovada pelo Conselho Administrativo; Reduzir o prazo de concessão de benefícios previdenciários de 90 dias para 45 dias; Implantar o recadastramento dos servidores públicos pela internet (via APP) e manter o atendimento presencial dos segurados aposentados pela data de aniversário, mantendo a base cadastral atualizada; Implantação de programa de orientação para os servidores que estiverem próximos de adquirir o direito à aposentadoria Obras e infraestrutura Conclusão do processo para concessão do aeroporto, nas proximidades da Rodovia Limeira/Mogi Mirim, bairro Água Espraiada; Implantação de reserva hídrica para o abastecimento de água no município, em parceria com a concessionária de água e esgoto; Início da implantação da terceira fase do aterro sanitário com implantação de técnicas modernas de tratamento de resíduos e aproveitamento de energia; Revisão do Plano Diretor de Saneamento Básico, e implantação de ações de macrodrenagem nos principais pontos de alagamento (implantação de bacias de detenção nos córregos do Grotta, Barroca Funda, Tatu, Jardim Maria Bush Modenez, Varga); Substituição total do parque de iluminação pública do município por tecnologia LED; Implantação de dispositivos de produção de energia fotovoltaica em próprios e espaços públicos; Desenvolvimento de projeto para construção de trecho do Rodoanel, que interligará a rodovia Limeira /Cosmópolis até a rodovia Limeira/Piracicaba; Implantação de usina de RCC (Resíduos de Construção Civil); Duplicação e revitalização da Avenida Lauro Corrêa da Silva, entre o Jardim do Lago e o Bairro Palmeira Real; Duplicação do Anel Viário no trecho entre o Viaduto Paulo Natal e a Rotatória da Taba, incluindo a duplicação do viaduto; Ampliar o programa de revitalização das estradas, servidões de caráter público, vicinais, pontes rurais, de maior fluxo, propiciando melhoria na mobilidade entre as áreas rurais e urbanas. Ampliar a coleta de lixo na Zona Rural. Ampliar o horário de funcionamento dos Ecopontos. Mobilidade urbana Melhorar o transporte público, seguindo as diretrizes do Plano de Mobilidade Urbana, com a implantação de corredores de ônibus, bem como de novas linhas e pontos; Reavaliação e reestruturação semafórica nas vias do município; Adequar tecnicamente e ampliar as ciclo-faixas do Anel Viário e demais existentes, bem como implantar ciclo-rotas. Incentivar a participação de operadores de transporte por aplicativos, condutores de vans e taxistas em cursos de capacitação; Realizar campanhas educativas e ações voltadas à educação para o trânsito, priorizando o pedestre; Implantar o plano municipal de manutenção e renovação de frota. Ampliar a acessibilidade em Limeira, permitindo a inclusão de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida no dia a dia da cidade. Urbanismo Avançar nos processos de regularização fundiária ampliando a emissão de Certidões de Regularização Fundiária – CRF; Avançar nas aprovações dos processos de regularização de loteamento de acesso controlado aos loteamentos anteriormente enquadrados como células/bolsões residenciais abrangidos por acordo firmado em 2009; Atualização e modernização do Plano Diretor, tendo como orientação o desenvolvimento social, econômico e sustentável; Implantação de sistema de gestão georreferenciada nos moldes da proposta de “smart cities”; Ampliação da adaptação dos prédios públicos quanto às questões de acessibilidade previstas na norma NBR 9050; Aumentar a fiscalização no combate à implantação de parcelamentos irregulares na área rural; Instalação de nova rodoviária. Meio Ambiente Implantar o Projeto de Lei de IPTU verde; Ampliar o programa de castração através de clínicas credenciadas, bem como ampliar o atendimento de animais de tutores carentes com exames e cirurgias; Aumentar o programa de uso de resíduo verde; Levar o programa de compostagem já existentes no Parque Cidade e Zoológico, para outros locais e escolas; Avançar com o programa “Planta Limeira” com o plantio de mais 50 mil árvores; Ampliação da identificação de animais (microchipagem). Implantação de programa exclusivo de “Guarda Responsável”, obrigatório nas escolas, abordando a questão dos cuidados com animais domésticos; Ampliação do trabalho de combate à poluição dos rios e lagos em Limeira. Incentivo à Agricultura Familiar, ampliando as compras para a merenda escolar, bem como estimulando a produção orgânica. Fortalecimento e ampliação do trabalho de preservação de nascentes em nosso município. Construção de sede própria para o Departamento de Bem-Estar Animal, ampliando e aprimorando o atendimento e os serviços prestados. Educação Reformular o programa de Educação em Tempo Integral visando a sua ampliação dentro da estrutura municipal; Ampliar e fortalecer o Programa Bolsa Creche, aprimorando o relacionamento entre entidades educacionais e o poder público municipal, dando prioridade ao atendimento regional; Aumentar as ações do Projeto Escola Cidadã oferecendo mais atividades para a comunidade aos finais de semana; Expandir e aperfeiçoar o atendimento educacional especializado no âmbito da Educação Especial para todos os estudantes deste segmento; Ampliar o Sistema de Gestão Estratégica na rede municipal, estabelecendo metas e indicadores visando a otimização dos recursos e promovendo o crescimento da qualidade da educação; Criar o Índice de Qualidade Educacional Municipal – IQEM, para incentivar e valorizar as boas práticas e os melhores resultados educacionais da rede municipal. Ampliar a capacitação em primeiros socorros dos professores e profissionais da Educação, assegurando, assim, a segurança de nossas crianças. Incentivo à Escola Amiga do Peito, estimulando a amamentação em Limeira. Cultura Ampliar as ações de descentralização da cultura; Realizar ações culturais destinadas aos alunos de Limeira em conjunto com a Secretaria de Educação através de eventos e oficinas culturais; Ampliar o cadastro municipal de cultura, mapeando as informações e aprimorando o conhecimento sobre o perfil dos artistas limeirenses; Incentivar e valorizar as atividades desenvolvidas pela Orquestra Sinfônica Municipal, bandas e demais grupos do gênero; Estimular a produção local de espetáculos nas diversas áreas culturais com artistas locais; Valorizar as tradições culturais locais por meio de apoio às festas populares nos bairros; Incentivar a leitura pela divulgação do uso da Biblioteca Municipal, destacando a modernização do sistema de gestão do acervo com a catalogação digital e disponibilização nas redes sociais; Incentivar a criação de eventos destinados a valorizar os jovens talentos, os talentos da mulher, da terceira idade, ampliando o alcance de iniciativas bem-sucedidas, como o Festival “Voz Maior” e o Festival “Um Show de Mulher”. Ampliação do Acervo Áudio Visual, preservando os conteúdos culturais de nosso município. Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba
Veja Mais

30/11 - VÍDEOS: AB2 de segunda-feira, 30 de novembro
Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Caruaru e Região. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias de Caruaru e Região.
Veja Mais

30/11 - Adolescente suspeito de matar garoto de 14 anos a tiros é apreendido em bairro de Rio Preto
De acordo com a Polícia Militar, ele confessou o crime e disse que entregou um revólver calibre 32 para um colega. Vítima tinha 14 anos e chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Um adolescente de 17 anos suspeito de ter matado a tiros um menino de 14 anos foi apreendido na tarde desta segunda-feira (30), no bairro Jardim Soraia, em São José do Rio Preto (SP). A motivação do crime está sendo investigada pela Polícia Civil. O crime foi registrado na noite de domingo (29), no bairro Vila Toninho. A vítima chegou a ser socorrida por moradores e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a Polícia Militar, equipes receberam informações indicando que o autor do homicídio estaria em um carro na avenida de Maio. Ao realizarem a abordagem do veículo, policiais constaram que, na verdade, a esposa e irmã do adolescente ocupavam o carro. Depois de serem questionadas, as mulheres afirmaram que o suspeito estava escondido na casa de uma tia no bairro Jardim Soraia. Segundo a Polícia Militar, equipes dirigiram até o imóvel e encontraram o adolescente, que confessou ter cometido o crime com um revólver calibre 32. Como o suspeito também disse que havia entregado a arma usada no homicídio para um colega, policiais fizeram diligências, mas não conseguiram encontrá-la. O adolescente foi encaminhado para a carceragem da Divisão Especializada em Investigações Criminais (Deic). A Vara da Infância e Juventude vai decidir se o menor de idade será internado na Fundação Casa. VÍDEOS: mais vistos do G1 na última semana Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba
Veja Mais

30/11 - Prefeitura de São José anuncia restrições com volta à fase amarela do Plano São Paulo
Esportes de contato voltam a ser proibidos, capacidade de lotação dos estabelecimentos diminui de 60% para 40% e horário de funcionamento fica restrito a dez horas por dia. Felício Ramuth, prefeito de São José dos Campos, e Danilo Stanzani, secretário de saúde Reprodução/Facebook O prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth (PSDB), e o secretário de saúde do município, Danilo Stanzani, anunciaram no fim da tarde desta segunda-feira (30) as mudanças nas regras de distanciamento social. As alterações foram feitas após todo o estado regredir à fase amarela do Plano São Paulo. Em coletiva transmitida via internet, Felício Ramuth e Danilo Stanzani afirmaram que a única atividade que voltará a ser proibida é o esporte de contato, como o futebol em quadras de society. Eventos que geram aglomerações seguem proibidos. Nas demais atividades, haverá restrições, mas sem a necessidade de interrupção total. Entre elas está a redução da capacidade de lotação dos estabelecimentos. De 60%, permitido na fase verde, passa a ser de 40% na fase amarela. Nas academias de exercícios físicos, a capacidade cai de 40% para 30%. Os estabelecimentos também podem funcionar somente por dez horas diárias. Na fase verde, era permitido o funcionamento por 12h (veja regras abaixo). Campanha No início da coletiva, Felício Ramuth e Danilo Stanzani chamaram atenção para o relaxamento da população no cumprimento das regras de distanciamento e adoção dos protocolos sanitários, como uso de máscara. Ambos destacaram a importância de seguir as recomendações na pandemia. Para reforçar a conscientização, eles anunciaram que a prefeitura iniciará nos próximos dias uma campanha de conscientização sobre os cuidados e atitudes necessárias para evitar a disseminação do coronavírus. De acordo com Felício Ramuth, a campanha não foi feita antes por causa das regras do período eleitoral. Regras da fase amarela Shoppings, galerias e semelhantes Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local Horário reduzido (10 horas) Praças de alimentação (ao ar livre ou em áreas arejadas) Adoção dos protocolos geral e setorial específico. Comércio Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local Horário reduzido (10 horas) Adoção dos protocolos geral e setorial específico. Serviços Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local Horário reduzido (10 horas) Adoção dos protocolos geral e setorial específico Consumo local, bares, restaurantes e similares Somente ao ar livre ou em áreas arejadas Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local Horário reduzido (10 horas) Consumo local até 17h Consumo local até as 22h (se a região estiver a ao menos 14 dias seguidos na fase amarela) Adoção dos protocolos padrões e setoriais específicos. Salões de beleza e barbearias Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local Horário reduzido (10 horas) Adoção dos protocolos geral e setorial específico. Academias de esportes de todas as modalidades Ocupação máxima limitada a 30% da capacidade do local Horário reduzido (10 horas) Agendamento prévio com hora marcada Permissão apenas de aulas e práticas individuais, mantendo-se as aulas e práticas em grupo suspensas Adoção dos protocolos geral e setorial específico Eventos, convenções e atividades culturais Permitido após a região ficar ao menos 28 dias consecutivos na fase amarela (apenas caso a região tenha avançado das fases laranja ou vermelha). Ocupação máxima limitada a 40% da capacidade do local Obrigação de controle de acesso, hora marcada e assentos marcados Venda de ingressos de eventos culturais em bilheterias físicas, desde que respeitados protocolos sanitários e de distanciamento Assentos e filas respeitando distanciamento mínimo Proibição de atividades com público em pé Adoção dos protocolos geral e setorial específico. Demais atividades que geram aglomeração Não permitido Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região bragantina
Veja Mais

30/11 - Suspeito de matar jovem a facada no interior do Acre se apresenta à polícia
Polícia Civil marcou para terça (1º) o depoimento do suspeito de matar Sérgio da Costa Silva, assassinado com uma facada no sábado na zona rural de Rodrigues Alves. Polícia deve ouvir na terça (1º) suspeito de matar jovem de 22 anos com uma facada na zona rural de Rodrigues Alves Arquivo pessoal O suspeito de matar o jovem Sérgio Costa da Silva, de 22 anos, com uma facada no sábado (28), no Ramal das Bananeiras, na zona rural do município de Rodrigues Alves, no interior do Acre, se apresentou à Polícia Civil nesta segunda-feira (30) com um advogado. Ao G1, o delegado Vinícius Almeida, responsável pelo caso, disse que falou com o advogado e pediu para que o cliente fosse novamente à delegacia na terça-feira (1º) para prestar depoimento sobre os fatos. "Segundo o advogado, ele recebeu um tiro, mas não vi ainda. Uma testemunha já foi ouvida e vamos ouvir mais uma testemunha ocular que também vai ser ouvida", destacou. Almeida informou que vai descobrir a motivação exata e todos os detalhes do crime após o depoimento do suspeito. Há a suspeita de que ele seja tio do jovem assassinado. No domingo (29), a Polícia Militar informou que soube por moradores da região que o crime ocorreu após o suspeito descobrir uma suposta traição da vítima com sua mulher. O suspeito foi tirar satisfação com Sérgio Silva, que pegou uma arma de fogo e deu um disparo contra o homem. Em seguida, o autor pegou uma faca e atingiu a vítima, que morreu no local antes mesmo de receber atendimento médico. Equipes da PM-AC ainda fizeram buscas pelas comunidades rurais da região, mas o suspeito não foi localizado. Vídeos: G1 em 1 Minuto-AC com Janine Brasil e Tácita Muniz
Veja Mais

30/11 - Reeleito prefeito de Santa Maria, Pozzobom, do PSDB, fala sobre medidas de enfrentamento à pandemia
Atual prefeito venceu eleição com 57,29% dos votos. Sérgio Cecchin, seu atual vice, obteve 42,68%. Confira a entrevista de Jorge Pozzobom, prefeito eleito de Santa Maria Jorge Pozzobom, do PSDB, foi reeleito prefeito de Santa Maria, na Região Central do RS. Ele obteve 57,29% dos votos (71.927) no segundo turno das eleições e derrotou Sérgio Cechin, do PP, o atual vice-prefeito da cidade, que recebeu 42,71%% dos votos (52.616). Confira a apuração do G1. Pozzobom tem 50 anos e é o atual prefeito de Santa Maria. O vice será Rodrigo Décimo, do PSL. Ele venceu nas duas zonas eleitorais da cidade. A eleição no município teve abstenção de 31,34% (64.016). Votos nulos foram 5,66% (7.935), e brancos, 4,84% (6.788) Em entrevista à RBS TV, o prefeito eleito falou sobre as principais medidas que pretende implementar nos próximos quatro anos de mandato, entre elas, as estratégias para controlar a pandemia e ampliar os leitos de UTI no município. Jorge Pozzobom, do PSDB, é reeleito prefeito de Santa Maria Saúde Segundo Pozzobom, o vice, Rodrigo Décimo, e ele se dividirão nas funções no combate à pandemia: o vice cuidará das questões econômicas e ele, da saúde. Entre elas, o financiamento de novos leitos para o Hospital Regional. "Já tem o dinheiro garantido. São R$ 36,6 milhões que é para equipar todo o Hospital Regional. Hoje temos 20 leitos de UTI, teremos 33 leitos. E tem 40 leitos clínicos, e vamos a 120", afirma. Pandemia Pozzobom cita que, entre os maiores municípios do estado, Santa Maria tem alguns dos índices mais positivos em relação ao coronavírus, como o percentual de pessoas recuperadas: 97%. Mesmo com a bandeira vermelha sinalizada na semana passada, ele acredita que as medidas adotadas até o momento são as corretas. "Estamos no caminho certo. A bandeira vermelha é um aviso claro aos negacionistas que nós temos que continuar nos cuidando. Não adianta dizer na campanha que tem que abrir todo o comércio. Primeiro, nunca quis fechar comércio nenhum. Mas importante é tratar da saúde dos trabalhadores também", observa. Transporte Público Por outro lado, a pandemia está entre as razões para o atraso na licitação do transporte público de Santa Maria, diz Pozzobom. Conforme o prefeito, apesar do compromisso, ele não pretende pular nenhuma etapa para acelerar o processo. "A gente está negociando isso com o Ministério Público, e a pandemia alterou tudo que estávamos propondo. Vamos continuar avançando com seriedade, transparência, mas quero registrar que depois de 40 anos o nosso governo tomou a decisão de fazer a licitação. Esta semana a gente vai ter uma reunião de trabalho e vamos ver o prazo a definir", aponta. Infraestrutura Pozzobom cita uma série de obras de macrodrenagem em desenvolvimento na cidade, em bairros como Salgado Filho, Centro e Cerrito. Para ele, o que falta nas áreas mais periféricas já está programado. "Estamos avançando para chegar nos bairros e nas vilas. O mais importante é que sabemos o que fazer, temos tudo planilhado. E fazendo com responsabilidade, vamos avançar", conclui. Pozzobom foi reeleito prefeito de Santa Maria, na Região Central Reprodução/RBS TV Veja os destaques do Jornal do Almoço: Initial plugin text
Veja Mais

30/11 - Motoristas e cobradores da GIL protestam em Juiz de Fora
De acordo com o Sinttro, ato foi realizado após transferências de linhas e atrasos no pagamento. Nesta segunda-feira (30), Settra informou que Tusmil deve atender todos os bairros feitos pela Goretti Irmãos Ltda. Manifestação realizada pelos trabalhadores da GIL em Juiz de Fora Sinttro/Divulgação Motoristas e cobradores da Goretti Irmãos Ltda (GIL) realizaram na tarde desta segunda-feira (30) uma manifestação pelo Centro de Juiz de Fora. De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte e Trânsito (Sinttro), Claudinei Janeiro, o ato foi feito por causa dos atrasos do salário, do tíquete-alimentação e cesta básica. Ainda segundo o vice-presidente, a classe manifestou a indignação pela transferências de linhas no fim de semana. Na ocasião, a Prefeitura publicou uma decisão no Atos do Governo negando o recurso da GIL sobre a mudança de cinco delas, que ocorreu em outubro. Conforme Claudinei, a manifestação foi organizada pelos próprios trabalhadores. A passeata saiu da Praça da Estação e também passou pela Avenida Rio Branco. A Polícia Militar (PM) acompanhou o trajeto e houve lentidão no trânsito. Já no fim da tarde desta segunda, a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) divulgou que determinou que o Transporte Urbano São Miguel Ltda (Tusmil) opere todas as linhas da Goretti Irmãos Ltda (GIL). A decisão vai ser publicada no Atos do Governo desta terça-feira (1°) e vale por tempo indeterminado. Desde a última semana, o G1 tem mostrado que nenhum ônibus da GIL circula em Juiz de Fora. E desde o fim de outubro, parte dos motoristas e cobradores da empresa paralisaram as atividades por falta de pagamento. Cartazes foram utilizados pelos trabalhadores da GIL em Juiz de Fora Sinttro/Divulgação Determinação De acordo com a pasta, a medida foi tomada após a GIL ter feito greve total a partir do dia 26 de novembro e não ter atendido a população. Além disso, a empresa não comunicou ao Executivo sobre a situação. Em outubro, a Settra já havia determinado a transferência de cinco linhas de ônibus da GIL para a Tusmil. Na ocasião, um parecer técnico demostrou a descontinuidade da prestação do serviço da Goretti Irmãos Ltda. As duas empresas integram o Consórcio Manchester. Ao todo, a GIL atendia mais de 40 linhas da região Leste e Sudeste da cidade. Conforme a Prefeitura, uma nova portaria revogando a autorização das vans também sairá nesta terça. Os veículos de transporte escolar foram autorizados a conduzir passageiros pelo valor da tarifa de ônibus, de R$ 3,75. Ainda em nota, a Settra informou que encaminhou a determinação para as duas empresas citadas, para o consórcio Manchester, Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Procon e Câmara Municipal de Juiz de Fora. Greves Desde março de 2020, Juiz de Fora enfrentou oito paralisações, greves ou manifestações que afetaram o funcionamento do transporte coletivo na cidade. Os atos foram motivados por atrasos no pagamento dos salários, benefícios e outras questões contratuais, que foram agravadas por uma crise financeira em virtude da pandemia da Covid-19. Em 30 de outubro, parte dos motoristas e cobradores da GIL iniciaram a paralisação das atividades paralisadas. Segundo o Sinttro, os trabalhadores alegaram atrasos e descumprimento com obrigações contratuais, como pagamento de salários, tíquete-alimentação, cesta básica e plano de saúde. Por causa da situação dos funcionários, o Sinttro organizou na última semana uma campanha de arrecadação de alimentos para as famílias de mais de 580 cobradores e motoristas. Crise da GIL Mesmo após reuniões no Ministério Público do Trabalho (MPT) ao longo do mês de novembro, a Settra, GIL e o sindicato não conseguiram chegar em um acordo para solucionar o problema dos trabalhadores e dos usuários que são atendidos pela empresa. O Sinttro propôs aos funcionários a adesão ao Programa de Demissão Voluntária (PDV). A medida é uma alterativa para que os trabalhadores consigam receber as verbas pendentes. Até esta segunda, não há definição sobre o assunto. A entidade sindical também propôs a devolução das linhas da GIL para o Município e que as outras viações de Juiz de Fora assumam as linhas e os funcionários. Em outubro, a Settra determinou a transferência de linhas de ônibus pertencentes à GIL para o Transporte Urbano São Miguel Ltda (Tusmil) em Juiz de Fora. As linhas afetadas foram: Floresta (302), Retiro (306), Bom Jardim (413), São Sebastião/Via Bonsucesso (430) e São Benedito (431).
Veja Mais

30/11 - IFRR oferta 35 vagas para curso de tecnologia em aquicultura
Inscrições são gratuitas e ocorrem de 1º a 15 de dezembro, pelo site da instituição. Vagas são para o campus Amajari, na região Norte do estado. Vagas são para o IFRR Campus Amajari IFRR/Divulgação O Instituto Federal de Roraima (IFRR) divulgou o edital para o vestibular do curso de tecnologia em aquicultura. São ofertadas 35 vagas. As inscrições são gratuitas e ocorrem de 1º a 15 de dezembro, pelo site da instituição. Acesse o edital aqui Do total de vagas, nove serão para ampla concorrência, duas para pessoas com deficiência, e 24 para ações afirmativas. O curso superior tem duração de três anos e as aulas devem ocorrer no período vespertino, no campus Amajari, região Norte do estado. A lista preliminar de inscritos será divulgada em 16 de dezembro. De acordo com IFRR, caso haja problema na confirmação da inscrição, o candidato deverá entrar em contato com a Comissão Permanente de Processos Seletivos e Vestibulares (CPPSV) pelo e-mail cpps.amajari@ifrr.edu.br, apresentando a documentação, no período 16 e 17 de dezembro de 2020. Para os candidatos com dificuldade de acesso à internet, o campus Amajari vai disponibilizar, durante o período de inscrição (exceto nos finais de semana), um local para a realização das inscrições, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h. Aplicação da prova A prova será aplicada em etapa única, no dia 20 de dezembro, das 14h às 18h, no Campus Amajari, na Rodovia Antonino Menezes da Silva, Km 03, Município do Amajari. Segundo o IFRR, o procedimento seguirá todos os protocolos de biossegurança da Covid-19 e os candidatos, obrigatoriamente, terão de usar máscara. Além disso, serão seguidas medidas de higienização do espaço físico.
Veja Mais

30/11 - VÍDEOS: EPTV 2 região de Campinas desta segunda-feira, 30 de novembro
Veja reportagens das áreas de Campinas (SP) e de Piracicaba (SP). Veja reportagens das áreas de Campinas (SP) e de Piracicaba (SP).
Veja Mais

30/11 - PM apreende drogas que iriam abastecer bailes funk em aglomerados da Região Centro-Sul de Belo Horizonte
O material estava enterrado em uma mata do aglomerado Vila Fazendinha, na Região Centro-Sul de BH. Droga que estava enterrada foi recolhida. Polícia Militar/Divulgação A Polícia Militar apreendeu na tarde desta segunda-feira (30) uma barra, quatro porções e outras três mil buchas de maconha, 120 pinos de cocaína, e seis armas. Todo o material estava enterrado em uma mata do aglomerado Vila Fazendinha, na Região Centro Sul de Belo Horizonte. Os policiais chegaram ao local depois que receberam denúncias. Eles começaram a vasculhar a região e localizaram o material. PM retirando as drogas que estavam nos tonéis enterrados. Polícia Militar/Divulgação Segundo a PM, a droga abasteceria bailes funk que são realizados todos os fins de semana em vilas do Complexo da Serra, na Região Centro-Sul de BH. Já as armas, seriam usadas por membros do tráfico de drogas. O que chamou a atenção da PM foi uma carabina com mira a laser. A arma, de acordo com os militares, é usada para atingir o foco de forma precisa. Além da carabina, foram apreendidas quatro pistolas semiautomáticas e um revólver calibre 38. A PM faz buscas para encontrar os donos do material . Veja os vídeos mais assistidos do G1 Minas nos últimos dias:
Veja Mais

30/11 - Governo do AP propõe isenção da conta de água em novembro nos municípios atingidos por apagão
Projeto de lei ainda precisa ser aprovado pela Alap. Estado anunciou R$ 31 milhões para plano de fomento a empreendedores atingidos pela crise. Dona de casa abrindo torneira em residência do Amapá Abinoan Santiago/Arquivo G1 Nesta segunda-feira (30), o governador Waldez Góes (PDT) anunciou um projeto de lei que prevê a isenção do pagamento da conta de água do mês de novembro nos 13 municípios atingidos pelo apagão. A proposta precisa ser aprovada pela Assembleia Legislativa do Amapá (Alap). "Estou aplicando para os consumidores de água a mesma medida que o governo federal aplicou para os consumidores de energia elétrica. Amanhã [1º] envio um projeto de lei para a Assembleia. Eu não posso fazer por medida provisória, para que aprovando essa iniciativa minha, eu possa garantir o pagamento de 100% do consumo de água no mês de novembro", disse Góes. Entenda como a CEA planeja isentar as contas de energia Góes reuniu a imprensa nesta segunda-feira para detalhar o plano de recuperação da economia após a crise energética e ainda em meio à pandemia para este fim de ano. Também houve a divulgação de que serão disponibilizados R$ 31 milhões de fomento para empreendedores. Deste valor, R$ 16 milhões são da Lei Aldir Blanc do governo federal e R$ 15 milhões do tesouro estadual. No entanto, o governador informou que só divulgará na terça-feira (1º) como esse valor será disponibilizado. Governador do Amapá, Waldez Góes, durante anúncio das medidas Victor Vidigal/G1 O gestor também disse que existe a possibilidade de novos recursos do Estado e de bancos serem aplicados para auxílio desse público. "Amanhã, junto com o Sebrae, que fez toda a pesquisa das prioridades desses empreendedores, vou detalhar à sociedade como funcionará esse financiamento. Nós vamos descentralizar usando as unidades do Super Fácil. Nós também vamos botar mais recursos, se assim for necessário. Também estou dialogando com o Banco do Brasil e Caixa Econômica, para que eles coloquem recursos para esse público que está carente de novos recursos para retomarem suas atividades diante dos problemas que tiveram", informou. Ao todo, serão R$ 476,3 milhões injetados na economia do estado em dezembro para recuperação. Na quantia estão incluídos pagamento de salários, benefícios, pensões, 13°, programas sociais, pagamento de fornecedores, repasses aos municípios e fomento aos empreendedores. Saiba os valores detalhados Salários, benefícios e pensões: R$ 250,6 milhões 13º salário: R$ 64,1 milhões Programas sociais: R$ 16,3 milhões Pagamento de fornecedores: R$ 77,9 milhões Repasse aos municípios: R$ 36,4 milhões Fomento aos empreendedores: R$ 31 milhões Cronograma de pagamento (datas definidas) 3 de dezembro: 2ª parcela do 13º salário de servidores, serventes/merendeiras, aposentados/pensionistas; Renda para Viver Melhor (parcela de dezembro e 13º) e Amapá Jovem (do mês de novembro); 10 de dezembro: salários servidores do governo estadual, da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) e de servente/merendeira; e pagamento de fornecedores; 18 de dezembro: benefício Amapá Jovem do mês de dezembro; 23 de dezembro: aposentados e pensionistas (mês de dezembro); 29 de dezembro: salários de servidores, serventes/merendeiras e Caesa; benefício do Amapá Jovem e pagamento de fornecedores Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
Veja Mais

30/11 - Shoppings, restaurantes e academias voltam a reduzir público e horário de atendimento a partir de quarta em SP
Ocupação máxima de Shopping centers, galerias, comércio e serviços passa de 60% para 40%. Governo de SP anunciou nesta segunda-feira (30) que seis regiões que estavam na fase verde retornaram à amarela. Movimentação em shopping na Zona Leste de São Paulo neste domingo (29). Cesar Conventi/Fotoarena/Estadão Conteúdo Diversos setores da economia, entre eles, shoppings, bares, restaurantes voltarão a reduzir o seu horário de atendimento e a capacidade máxima de público após o governo de São Paulo colocar todo estado na fase amarela do plano São Paulo. A medida foi anunciada nesta segunda (30) e a previsão é a de que o decreto seja publicado na terça-feira (1) e a reclassificação comece a valer a partir de quarta-feira (2). Seis regiões, entre elas a capital paulista, regredirão da fase verde para a amarela. As demais 11 regiões, que já estavam na fase amarela, não avançam e seguem no mesmo estágio. O que muda no retrocesso da fase verde para amarela Eventos com público em pé passam a ser proibidos; Ocupação máxima de Shopping centers, galerias, comércio e serviços passa de 60% para 40% da capacidade e o horário de funcionamento passa a ser reduzido de 12 para 10 horas por dia; Ocupação máxima de restaurantes ou bares para consumo local passa de 60% para 40%, o horário de funcionamento será restrito a 10 horas por dia e até as 22 horas. Ocupação máxima de salões e barbearias passa de 60% para 40% da capacidade e o horário de funcionamento passa a ser reduzido de 12 para 10 horas por dia; Eventos, convenções e atividades terão sua capacidade máxima limitada de 60% para 40%, o controle de acesso é obrigatório, assim como hora e assentos marcados. Regras de funcionamento da fase amarela apresentadas em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (30). Divulgação/Governo de São Paulo Com relação às academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica, de acordo com as regras apresentadas durante a coletiva de imprensa do governo de São Paulo nesta segunda (30), a capacidade de ocupação máxima passaria a ser limitada de 60% para 40% do local e o horário reduzido de 12 para 10 horas. No entanto, no site do Plano São Paulo é possível encontrar regras mais rígidas para esse tipo de estabelecimento na fase amarela. Além do horário de funcionamento reduzido de 12 para 10 horas, as academias só poderiam atender até 30% da capacidade do local e aulas e práticas em grupo estariam suspensas. Regras para o funcionamento de academias disponíveis no site do Plano São Paulo nesta segunda (30). Divulgação/Governo de São Paulo De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Desenvolvimento econômico do estado, prevalecem as regras previstas no site. Dessa forma, com a mudança, academias de esporte de todas as modalidades e centros de ginástica terão que suspender aulas coletivas, receber até 30% do público que sua capacidade permite e reduzir o horário de atendimento de 12 para 10 horas. A mudança não altera as regras de funcionamento das instituições de ensino públicas e privadas do estado, as quais poderão continuar abertas. Cinemas, teatros e museus podem permanecer abertos na fase amarela, de acordo com o Plano São Paulo. No entanto, as prefeituras têm autonomia para decidir o que e quando deve reabrir. Na capital paulista, o prefeito Bruno Covas (PSDB) determinou que a abertura dos setores da cultura só ocorreria quando a cidade estivesse na fase verde. Doria anuncia que 100% do estado de SP volta para fase amarela A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) disse que a partir de terça-feira (1) os 40 mil associados vão reduzir em duas horas o horário de funcionamento, mas manifestou preocupação com o impacto das restrições faltando pouco mais de 20 dias para o natal. Em nota, a associação disse que o comércio está longe de recuperar os índices de venda pré-pandemia e que reduzir o horário de funcionamento ainda mais nessa época do ano irá concentrar o consumidor em um tempo mais restrito de abertura. Atualização após as eleições A atualização da reclassificação foi divulgada menos de 24 horas após as eleições municipais e só foi permitida por conta de novas alterações feitas nas regras do plano. Se tivessem sido mantidos parâmetros anteriores, a Grande São Paulo, que incluiu a capital, teria piora suficiente para migrar para a fase laranja, ainda mais restritiva (leia mais abaixo). No dia 13 de novembro, Doria gravou um vídeo dizendo que o endurecimento das medidas de combate à pandemia após as eleições eram fake news. "Meu repúdio a mais uma fake news. Não vamos fechar o comércio ou endurecer as medidas de combate à pandemia após as eleições. Mais um absurdo que estão inventando", disse em sua conta no Twitter. Aumento nas taxas de internação O governador João Doria (PSDB) anunciou também nesta segunda-feira (30) que fará uma reunião na terça-feira (1) com 62 prefeitos de cidades que apresentaram elevação nas taxas de internação e ocupação de leitos no estado de São Paulo. "Amanhã, às 16 horas, o governo fará uma reunião virtual com 62 prefeitos de 62 cidades que apresentaram elevação nas taxas de internação e ocupação de leitos, com objetivo de melhorar o controle da pandemia neste municípios e oferecer a eles, se necessário, apoio para que possam proceder com as orientações do governo do estado", disse Doria. Embora os hospitais particulares já alertassem para o aumento das internações por Covid-19, o governo estadual só admitiu no dia 16 de novembro um aumento de 18%. Nesta segunda, a secretária do Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, afirmou que houve novo aumento na última semana. “Nós registramos na semana [epidemiológica] 46 [de 8 a 14 de novembro] um aumento de internações de 18%. Na semana 47, que foi a semana retrasada, o aumento de internações de 17%. Na última semana, o aumento de 7%. Ainda que seja um aumento que não seja tão drástico, nem de perto do que está acontecendo na Europa, é um aumento. Esse aumento nos traz a necessidade de voltar a aplicar as regras do período de estabilidade da pandemia por segurança”, afirmou. Na semana passada, o comitê de saúde do governo já havia recomendado aumento nas restrições de circulação no estado para combater o avanço do coronavírus. Apesar do alerta, a decisão foi postergada para ser feita somente após o segundo turno das eleições municipais. Se tivessem sido mantidas as regras anteriores do Plano São Paulo, a capital e os municípios da Grande São Paulo teriam até este domingo (29) índices da pandemia compatíveis com a fase laranja do plano, graças à piora principalmente das internações. Os dados foram calculados pela produção da TV Globo a partir das regras oficiais do Plano SP, que estavam em vigor até a última reclassificação, no dia 10 de outubro. Nesta segunda, no entanto, a nova mudança para análise dos critérios a cada sete dias, e não mais a cada 28, permitiu que todo o estado fosse classificado na fase amarela. Mesmo com as permissões estaduais, a Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, já havia decido na sexta-feira (27) endurecer as regras para setores de comércio e serviços a partir desta segunda-feira (30). A cidade registra quase 70% de ocupação de leitos de UTI para a Covid-19 e as mudanças foram tomadas pela gestão municipal para conter avanço da doença. Na tarde desta segunda, o Consórcio do Grande ABC, que inclui prefeitos das cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra também anunciou que adotará medidas mais restritas que as permitidas na fase amarela. Entre elas estão o fechamento de cinemas e teatros e cancelamento de esportes coletivos em clubes. Lista de municípios paulistas em estado de atenção na pandemia de Covid-19 Divulgação/Governo de SP Mortos e casos Nesta segunda-feira (30), o estado de São Paulo chegou a 42.095 mortes por Covid-19 e 1,24 milhão de casos confirmados da doença desde o início da pandemia. A média móvel diária de mortes é de 117, e de casos, 4.433. A taxa de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 voltou a subir e está em 59,1% na Grande São Paulo e 52,2% no estado, considerando toda a rede de hospitais. O estado não registrava ocupação acima de 50% nas UTIs desde setembro. O número total de pacientes internados com suspeita ou confirmação da doença é de 9.689 nesta segunda, sendo 5.548 em enfermaria e 4.141 em UTI. Nos últimos sete dias, o estado voltou a ter valor acima de 9 mil, o que não era observado desde outubro. Regridem para a fase amarela: Grande SP inteira, incluindo capital Taubaté Campinas Piracicaba Sorocaba Baixada Santista Permanecem na fase amarela: Araraquara Araçatuba Bauru Franca Marília São João da Boa Vista São José do Rio Preto Presidente Prudente Ribeirão Preto Registro Barretos Plano SP A reclassificação das regiões do estado de São Paulo no plano de reabertura da economia durante a pandemia do coronavírus estava prevista para acontecer no dia 16 de novembro, mas foi adiada para esta segunda-feira (30). À época, a gestão estadual justificou a mudança no apagão de dados que gerou instabilidade do sistema Sivep-Gripe do Ministério da Saúde no dia 5 de novembro. Na ocasião, o governo do estado de São Paulo chegou a ficar cinco dias sem atualizar os dados da Covid-19. O Plano São Paulo regulamenta a quarentena em todo o estado, classifica as regiões do estado em cores, determinando quais locais podem avançar nas medidas de reabertura da economia. Os critérios que baseiam a classificação das regiões, são: Ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs); Total de leitos por 100 mil habitantes; Variação de novas internações, em comparação com a semana anterior; Variação de novos casos confirmados, em comparação com a semana anterior; Variação de novos óbitos confirmados, em comparação com a semana anterior. Na fase verde também é considerado óbitos e casos para cada 100 mil habitantes. Regiões que atingirem as fases 3 (Amarela) ou 4 (Verde) permanecerão nessas fases desde que tenham indicadores semanais inferiores a 40 internações por Covid-19 a cada 100 mil habitantes e 5 mortes a cada 100 mil habitantes. Initial plugin text
Veja Mais

30/11 - Prefeitura de Tupã confirma caso de reinfecção por Covid-19 em jovem de 26 anos
Rapaz que trabalha na área da saúde testou positivo para a doença em maio e, após contato com paciente infectado em outubro, voltou a ter sintomas e novo teste apontou coronavírus. A prefeitura de Tupã (SP) confirmou nesta segunda-feira (30) o primeiro caso de reinfecção da Covid-19 na cidade. O paciente é um jovem de 26 anos que teve diagnóstico positivo pela primeira vez em maio e, em outubro, testou novamente positivo para coronavírus. De acordo com a Secretaria de Saúde, exames analisados no laboratório municipal e enviados para o Instituto Adolfo Lutz confirmaram o novo resultado positivo, 90 dias depois da primeira infecção. A Vigilância Epidemiológica do estado ainda não confirma a reinfecção. Confira os números da pandemia no centro-oeste paulista Estudo que confirma 1º caso de reinfecção de Covid-19 nos EUA é publicado em revista científica Contaminação) O rapaz, que trabalha na área da saúde no município, informou que fez a coleta de swab em maio deste ano. Ele sentiu febre e dores de garanta, mas não chegou a ficar internado, cumprindo o isolamento em casa. Porém, conforme o Executivo, em outubro o jovem que mora com ele teve falta de ar e precisou ser internado na Santa Casa com Covid-19. Como ele achou que já estivesse imune ao coronavírus, acompanhou o amigo por quatro dias no hospital até que começou a ter febre novamente e a perder o olfato e o paladar. Foi feito um novo exame e novamente deu positivo para Covid-19. Prefeitura de Tupã investiga possível caso de reinfecção por Covid-19 em jovem de 26 anos Consultada, a Secretaria Estadual de Saúde informou em outubro ao G1 que ainda não possui um protocolo de notificação para casos de reinfecção por Covid-19. Em nota, o Ministério da Saúde informou que "tem prestado apoio às equipes de vigilância das secretarias estaduais e municipais de saúde envolvidas na investigação de supostos casos de reinfecção por Covid-19 e informa que, até o momento, não há casos confirmados no Brasil". O Ministério da Saúde diz ainda que os supostos casos de reinfecção estão sendo acompanhados pela pasta, que "conta com o apoio de especialistas dos Laboratórios de Referência Nacional (Fiocruz, Instituto Adolfo Lutz e Instituto Evandro Chagas) na elucidação desses casos". Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) os casos confirmados de reinfecção são raros, só existindo cinco no mundo comprovados por estudos - nos Estados Unidos, Bélgica, Holanda, Hong Kong e Equador. No Brasil, um estudo da USP sobre um possível caso de reinfecção foi divulgado em revista científica em setembro. Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília Veja mais notícias do centro-oeste paulista:
Veja Mais

30/11 - Piauí registra 672 novos casos e 10 mortes pelo novo coronavírus
Os casos confirmados no estado somam 127.686 distribuídos em todos os municípios piauienses. Teste da Covid-19 Reprodução / TV Grande Rio O Piauí registrou 672 casos confirmados e 10 óbitos pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta segunda (30). Os casos confirmados no estado somam 127.686 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 2.634 e foram registrados em 197 municípios. Até agora, morreram 1.534 homens e 1.100 mulheres. Dos 672 casos confirmados da doença, 369 são mulheres e 303 homens, com idades que variam de nove meses a 95 anos. Cinco homens e cinco mulheres não resistiram às complicações da Covid-19. Eles eram naturais de Santa Cruz do Piauí (89 anos), Coronel José Dias (80 anos), São João da Serra (64 anos) e Teresina (61 e 85 anos). Já as mulheres eram de Alagoinha do Piauí (70 anos), Batalha (30 anos) e Teresina (59, 65 e 78 anos). A vítima de 61 anos não possuía comorbidades. A Sesapi estima que 124.578 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte. VÍDEOS: veja as notícias mais vistas do G1 Piauí
Veja Mais

30/11 - VÍDEOS: BATV de segunda-feira, 30 de novembro de 2020
Assista ao telejornal com as notícias do estado. Assista ao telejornal com as notícias do estado.
Veja Mais

30/11 - ‘Não haverá festas de fim de ano em praias’, diz subsecretário no ES
Segundo Reblin, já existe 'portaria, instrumento jurídico' recomendando a não-realização de atividades de passagem de ano em praias com fogos de artifício, aglomeração e tendas. Nésio Fernandes e Luiz Carlos Reblin Divulgação/ Sesa Diante do avanço da Covid-19 no Espírito Santo, o subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, reforçou nesta segunda-feira (30) que não haverá festas de fim de ano com fogos de artifício nas praias do Estado. Segundo ele, já existe “portaria, instrumento jurídico” recomendando a não-realização de atividades de passagem de ano em praias com aglomeração e tendas, referindo-se a um item da Portaria 225-R, de 21 de novembro. A medida abrange desde os municípios em risco baixo até os em risco alto. “Infelizmente, as festas de fim de anos serão diferentes. Não haverá festa de fim de ano em praia, não haverá eventos, não são permitidos shows em praça pública, em boate, em ambientes fechados”, disse. O dentista Vinicius Pavesi Fardin, fotografou os fogos de artifício do nono andar do Edifício Palácio Ondina localizado na Orla da Praia da Costa em Vila Velha, na Grande Vitória. "Foi uma Vista privilegiada do réveillon 2012", disse Fardin. Vinicius Pavesi Fardin/VC no ESTV Reblin também pediu conscientização de pessoas que estão adquirindo ingressos para festas, mesmo em meio à pandemia, reforçando que esse tipo de atividade não está autorizada. ES anuncia nova estratégia de ampliação de leitos Nésio alerta após festas de prefeitos eleitos no ES: ‘Aglomerações de qualquer tipo não são adequadas’ “Lembrando que atividades como shows, eventos públicos, boates não estão permitidos, então adquirir ingressos prévios para participar de algum festa não é adequado nesse momento, não está permitida essa atividade”, completou. Na mesma coletiva, o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, disse que “iremos viver um final de ano totalmente atípico”, e que o momento - que ele chamou de “maior fase de expansão da pandemia no Estado” - exige coesão social para evitar que as pessoas se contaminem. Nésio acrescentou que, apesar do avanço da doença no Espírito Santo, as restrições econômicas e sociais não devem voltar a um patamar tão rigoroso quanto nos primeiros meses de pandemia. Mas, para isso, é necessário que a população adote medidas de prevenção. “Não existe agenda econômica na nação estabelecida capaz de suportar uma nova restrição como aquela produzida na primeira expansão da pandemia. Hoje nos sentimos muito mais seguros para, com a maior capacidade testagem, reconhecer mais casos e romper a transmissão de maneira mais qualificada, assim como suportar a pressão assistencial”, disse. VÍDEOS: mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo
Veja Mais

30/11 - Petrobras eleva projeção de desinvestimentos para até US$ 35 bilhões em cinco anos
Estatal busca reduzir sua dívida e concentrar recursos em ativos de "classe mundial" como os campos de pré-sal. Prédio da Petrobras no Rio de Janeiro Sergio Moraes/Reuters A Petrobras prevê desinvestimentos de US$ 25 bilhões a US$ 35 bilhões no período de 2021 a 2025, versus uma faixa de US$ 20-30 bilhões no plano de negócios anterior, à medida que a empresa busca reduzir sua dívida e concentrar recursos em ativos de "classe mundial" como os campos de pré-sal. O valor a ser obtido com desinvestimentos aumentou com a inclusão no plano de fatias da Petrobras na petroquímica Braskem e na BR Distribuidora, além de campos de Marlim e Albacora, esclareceu a diretora de Finanças e Relacionamento com Investidores, Andrea Marques, em entrevista com jornalistas, notando que a adição de alguns desses ativos era uma possibilidade. A estatal também quer vender a distribuidora de gás Gaspetro e térmicas, entre outros ativos, mas é com as refinarias que a companhia pode obter uma parcela dos recursos importante já em 2021, indicou o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, ao afirmar que a petroleira prevê concluir no ano que vem a venda das oito unidades de refino colocadas no plano. "Temos as ofertas vinculantes para a Refap (no Rio Grande do Sul) e Repar (no Paraná) no dia 10 de dezembro. Isso representa seis refinarias já em curso de venda, em estágio mais avançado", afirmou ele, após a companhia detalhar mais cedo seu plano de vendas de ativos para o período 2021-2025. A estatal não especificou, no entanto, quanto e quando espera obter os recursos das vendas de ativos. "É difícil estimar as datas de recebimento neste 'range' de cinco anos...", disse Andrea, admitindo que uma parcela significativa desse valor pode ficar para 2021, por conta das refinarias. Também estão incluídos no programa de alienação ativos campos de produção em terra e águas rasas, além do polo Albacora, Albacora Leste, Frade e 50% no polo Marlim. "Apesar das restrições para movimentação por causa do Covid-19, estamos avançando bem para cumprir os compromissos assumidos com o Cade para a abertura desse mercado de refino", reiterou a diretora de Refino, Gás e Energia, Anelise Lara. Segundo ela, as assinaturas dos acordos para a venda das refinarias Repar e Refap deverão ser realizadas no primeiro trimestre de 2021, enquanto a conclusão dos negócios levará mais alguns meses. A estatal, que hoje tem 13 refinarias localizadas em várias regiões do país, passará a ter cinco unidades de refino, todas concentradas no Sudeste, a principal região consumidora. A capacidade produtiva passará de 2,2 milhões para 1,1 milhão de barris por dia. "Nossa estratégia de foco no mercado premium passa pela venda de parte do nosso parque de refino atual", destacou Lara, afirmando que as unidades de São Paulo e Rio de Janeiro têm elevado grau de integração. Mais cedo, a diretora de finanças disse a investidores que, nos casos da BR e da Braskem, a companhia vai aguardar uma janela mais positiva de mercado para realizar as operações. Lara, por sua vez, disse que a alienação da fatia na Braskem terá seu modelo anunciado oportunamente. A executiva comentou ainda ter expectativa de conclusão do negócio da venda da Liquigás, distribuidora de gás liquefeito de petróleo, em dezembro. Ela também reforçou que a companhia deixará de atuar nos setores de transporte e distribuição de gás. De outro lado, a empresa reduzirá sua participação como supridora, mas ainda terá papel importante. "Deixaremos de ter uma participação quase integral no suprimento para (um) patamar próximo de 55% desse mercado", comentou. Com relação à Gaspetro, a executiva afirmou que a empresa terá de buscar outro formato de desinvestimento, após a Compass, do grupo Cosan, ter sido desqualificada do processo devido a questões concorrenciais. "A Compass não preenchia requisitos de desverticalização, isso coloca um problema para nós. Vamos ter que buscar outro formado de desinvestimento na Gaspetro. A Mitsui (sócia) também está querendo sair, vamos buscar forma de sair juntos desse processo, uma vez que houve esse processo do Cade", explicou. Apesar da vendas de térmicas também estar incluída no plano, a Petrobras manterá capacidade de geração de 4,3 gigawatts, acrescentou a executiva. Ela disse que a maioria das térmicas está em processo de desinvestimento, mas a Petrobras tem expectativa de ficar com dez unidades "para monetizar" o próprio gás. Já o terminal de regaseificação na Bahia deve ter novo processo competitivo aberto para arrendamento no início do próximo ano, após uma empresa interessada ter sido desqualificada por riscos de conformidade. Dívida Questionada sobre a meta de dívida bruta para 2021, de US$ 67 bilhões, a diretora financeira afirmou que ela é "conservadora". "É um número que acreditamos ser capaz de atingir, mas se os preços do Brent se comportarem diferente... se tiver uma geração de caixa mais forte, vamos trabalhar para pagar a dívida mais rápido", afirmou, ressaltando que é difícil falar sobre tendência de mercado de petróleo no momento atual. A empresa fechou os nove primeiros meses de 2020 com dívida bruta de US$ 80 bilhões. O presidente-executivo da Petrobras, Roberto Castello Branco, ressaltou durante o evento que a estatal, apesar das dificuldades colocadas pela pandemia, foi a empresa de petróleo no mundo que "melhor desempenhou em termos de geração de caixa". "Tivemos um maior fluxo de caixa operacional ao longo dos nove primeiros meses de 2020, e ao mesmo tempo fomos a única entre as grandes empresas (de petróleo) que reduziu a dívida", declarou. A redução da dívida em nove meses foi de US$ 7,5 bilhões. Exportação A Petrobras projetou nesta segunda-feira (3-) um salto na sua exportação de petróleo para 891 mil barris por dia no período de 2021 a 2025, ante média de 445 mil bpd entre 2015 e 2019, à medida em que reforça investimentos nos produtivos campos do pré-sal, de acordo com detalhamento de seu plano de negócios plurianual. Já as vendas de petróleo no mercado doméstico cairão para 1,252 milhão de barris por dia nos próximos cinco anos, versus média de 1,348 milhão de barris por dia entre 2015/2019, disse a empresa. A Petrobras detalhou que o campo de Búzios receberá 36% dos 46,5 bilhões de dólares em investimentos projetados para Exploração & Produção entre 2021-2025, enquanto os demais campos do pré-sal receberão 25% do montante. As linhas gerais do plano foram divulgadas na semana passada, apontando um corte de 27% nos investimentos em cinco anos em relação ao anterior, para 55 bilhões de dólares, visando preservar o caixa, já que a pandemia de coronavírus derrubou a demanda e os preços globais do petróleo.
Veja Mais

30/11 - Covid-19: duas mortes são registradas nas últimas 24h em Uberaba; veja boletim
Informações são do informativo diário divulgado pela Prefeitura neste segunda (30). Confira ainda os dados sobre recuperados, casos suspeitos e taxa de ocupação de leitos. O boletim diágio da Prefeitura de Uberaba confirmou mais duas mortes por Covid-19 nesta segunda-feira(30). Com isso, a cidade totalizou 228 óbitos desde o início da pandemia. As vítimas são duas idosas, uma de 74 anos, que ficou internada por 10 dias , e outra de 77, que ficou internada por 58 dias. Ambas estavam na rede particular de saúde. Consta neste informativo, mais 36 novos casos positivos para a doença. São, ao todo, 8.897 pessoas que já tiveram o novo coronavírus na cidade. Veja outros números da Covid-19 em Uberaba em comparação com o boletim de domingo (30): Recuperados: foi de 8.383 para 8.401; Casos negativos: passou de 56.647 para 57.080; Casos suspeitos: caiu para 326; Ocupação de leitos de UTI: caiu de 29% para 19%, o que representa 15 pessoas internadas; Ocupação de leitos de enfermaria: subiu de 11% para 13%, o que representa 17 pessoas internadas. Boletim do novo coronavírus em Uberaba, dia 30/11/2020 Prefeitura de Uberaba/ Divulgação Mortes A primeira morte pela doença na cidade foi confirmada no dia 10 de abril. A vítima foi um idoso, de 74 anos, que esteve nos Estados Unidos e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ele tinha hipertensão e diabetes. Entre os dias 14 e 23 de junho, Uberaba registrou ao menos uma morte por dia, sendo 11 ao todo. A sequência acabou no dia 24 de junho, sem a confirmação de novos óbitos. Em todo o mês de junho, foram registradas 21 mortes pela doença. No mês de julho, o número de vítimas da Covid-19 foi 30. Já em agosto, foram 34. No dia 1º de setembro, a cidade registrou 92 mortes. Dois dias depois, o município atingiu 100 óbitos pela doença. A cidade chegou a 107 mortes no dia 11 de setembro e, no dia seguinte, o número subiu para 109, sendo que um dos óbitos registrados foi o do vice-prefeito João Gilberto Ripposati. Uberaba encerrou o nono mês do ano com 142 mortes. Em outubro, foram registradas 62 mortes pela Covid-19. Até o momento, o Município confirmou 24 óbitos em novembro. Initial plugin text
Veja Mais

30/11 - Artista plástico vítima de tiro em Santarém tem complicações no pós-operatório e volta ao HMS
Apolinário Oliveira foi ferido na noite do dia 15 de novembro, quando participava da comemoração pela eleição do candidato a vereador Aguinaldo Promissória. Artista plástico Apolinário Oliveira enquanto aguarda remoção pelo Samu ao HMS Reprodução/Redes sociais Pouco mais de uma semana após receber alta do Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo, onde passou por cirurgia depois de ter sido vítima de um tiro na noite do dia 15 de novembro, quando participava da comemoração pela vitória do candidato a vereador Aguinaldo Promissória (PSL), em um hotel no bairro Liberdade, o artista plástico Apolinário Oliveira, 50 anos, precisou voltar ao HMS devido complicações no pós-operatório. De acordo com informações de familiares, Apolinário que foi ferido com um tiro que afetou o rim do lado esquerdo e também o intestino, sofreu um rompimento da cirurgia e vinha sentindo fortes dores e febre, por isso o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para fazer a remoção do artista plástico de sua casa para o hospital. Por meio de nota, o HMS informou ao G1 que Apolinário Oliveira aguarda resultado de exames e que o quadro clínico é considerado estável. Veja nota abaixo: "O paciente Manoel Apolinário Oliveira, 50 anos, deu entrada no Hospital Municipal de Santarém(HMS) na tarde de hoje, 30 de novembro. O paciente foi atendido pelo médico plantonista, passou por exame de Raio-X e foi medicado. Em seguida foi a avaliado pelo médico especialista, paciente aguardando resultados de exames. Até o momento o quadro clínico é estável". Entenda o caso No dia em que recebeu alta do HMS, Apolinário contou ao G1 que no dia em que levou o tiro, estava comemorando a vitória do amigo de infância que foi eleito vereador de Santarém. Porém, percebeu que um homem, com roupa preta, apresentava um comportamento estranho, sempre inquieto. Em um determinado momento, segundo o artista, o homem se desentendeu com um outro homem e no meio da confusão, Apolinário que não tinha nada a ver com a discussão, acabou sendo atingido. “De repente eles começaram a discutir e ele puxou a pistola e atirou na minha direção, mesmo tentando cair, me afetou, causando esses ferimentos”, contou. O artista contou ainda que não conhece a pessoa que o feriu com o tiro e que não tem desentendimentos com ele, porém durante as comemorações ele chegou a ouvir alguns comentários questionando sua presença no local. Segundo Apolinário, o questionamento era pelo fato de o artista ser apoiador de um candidato à prefeitura de Santarém que é de um partido que não é o mesmo no qual o amigo que se elegeu ao cargo de vereador é filiado. O caso foi registrado na 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil. O autor do disparo já se apresentou à polícia com seu advogado e entregou a arma utilizada no crime. Ao G1, a polícia informou que solicitou imagens do local onde aconteceu o disparo, assim como relacionou todas as pessoas que estavam presentes para prestar depoimento.
Veja Mais

30/11 - Hacker invade solenidade virtual de inauguração de faculdade da UFRN em Currais Novos e exibe 'conteúdo inadequado'
Caso aconteceu nesta segunda-feira (30). Evento era aberto para população, porque a UFRN entende que a Faculdade 'simboliza um marco histórico no processo de interiorização'. Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (Felcs), da UFRN Cícero Oliveira/UFRN Um hacker invadiu uma solenidade virtual feita pela UFRN para a inauguração da Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (Felcs), em Currais Novos, na Região Seridó do estado. Depois de tomar a tela de comando do evento, o hacker começou a colocar "conteúdos inadequados", de acordo com a universidade. Segundo a UFRN, "foi disponibilizado um link de acesso à sala virtual da cerimônia para que a comunidade pudesse participar do momento". A universidade julgou importante a abertura da solenidade porque o evento "simboliza um marco histórico no processo de interiorização da universidade" e um sonho da população do Seridó. "Contudo, como um usuário utilizou conteúdo inadequado, a organização do evento suspendeu, imediatamente, a sessão virtual e enviou um novo link para que a solenidade pudesse ser finalizada", disse a UFRN. A cerimônia virtual, que teve a presença do reitor José Daniel Diniz Melo, também empossou o professor Alexandro Teixeira Gomes na Direção da Unidade Acadêmica Especializada até 2023. Ele será o primeiro no cargo. “A criação da Felcs é extremamente simbólica e marca uma nova história da interiorização da UFRN”, disse Alexandro. Felcs Criada pelo Conselho Universitário (Consuni) no dia 27 de novembro de 2020, a Felcs foi desmembrada do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), com o objetivo de fortalecer o campus de Currais Novos em suas atividades de ensino, pesquisa e extensão. “Hoje é um dia marcante para a história da nossa universidade. Aqui estamos em uma solenidade de importância singular”, disse o reitor Daniel Diniz. Com 38 professores efetivos, 20 técnicos e cerca de 600 alunos, a Faculdade começa as atividades com quatro cursos de graduação. Os cursos são Letras Português – Inglês, Letras Espanhol, Administração e Turismo, além de um curso de mestrado profissional em Letras e outros do tipo latu sensu. Há a previsão de iniciar ainda em 2021, o curso de Engenharia de Produção. Ainda segundo a direção da unidade, o intuito é ofertar outros cursos na área das engenharias que serão planejados em diálogo com a sociedade para entender as necessidades locais.
Veja Mais

30/11 - Princípio de incêndio em trem do metrô causa tumulto na Estação Mangueira, no Recife; veja vídeo
Passageiros relataram que houve um princípio de incêndio e funcionário apagou o fogo com um extintor. Segundo a CBTU, trem atingido ficou 20 minutos parado e foi recolhido para a oficina. Princípio de incêndio no Metrô do Recife causa transtornos a passageiros na Zona Oeste da cidade Tumulto e correria foram registrados na Estação Mangueira, na Linha Centro, no final da tarde desta segunda-feira (30). De acordo com passageiros, ocorreu um princípio de incêndio na parte debaixo de um dos vagões de um trem do Metrô do Recife (veja vídeo acima). Um funcionário do metrô que preferiu não se identificar disse à TV Globo que um atrito de peças na parte debaixo do vagão pode ter causado o fogo e que as chamas foram apagadas com a ajuda de um extintor de incêndio que há na estação. Princípio de incêndio na Estação Mangueira causou tumulto e correria nesta segunda-feira (30) Reprodução/WhatsApp Imagens enviadas para o Whatsapp da TV Globo mostram que os passageiros se assustaram e precisaram descer do trem. O problema ocorreu por volta das 18h, durante o horário de pico do sistema metroviário. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) confirmou o registro de fumaça em um dos trens e disse que, após ficar 20 minutos parado, ele foi recolhido para a oficina. Roubo de cabos Roubo de 120 metros de cabos prejudica operação da Linha Centro nno Metrô do Recife O roubo de 120 metros de cabos de sinalização entre as estações Joana Bezerra e Afogados, ocorrido na noite de domingo (29), fez com que os trens da Linha Centro do Metrô do Recife circulassem com velocidade reduzida na manhã desta segunda-feira (30) (veja vídeo acima). Ainda de acordo com a CBTU, o roubo causou problemas como a falsa ocupação, já que o sistema passou a entender que havia um trem no local da via que, na verdade, estava vazia. Além disso, a máquina que troca o trem de uma via para outra também ficou danificada com a prática. Técnicos da CBTU detectaram o problema no início das operações. Por volta das 11h, o sistema voltou a operar normalmente. O roubo e a recepção de cabos roubados são crimes. As denúncias podem ser feitas através do Metrô Denúncia, no número (81) 3445-4566. É possível entrar em contato 24 horas por dia, sem precisar se identificar. Linha Sul Conserto na Linha Sul do Metrô causa lentidão no sistema de transporte Além do roubo de cabos que prejudica os passageiros da Linha Centro, quem precisa da Linha Sul do Metrô do Recife precisa esperar um tempo maior pelos vagões. Desde o dia 20 de novembro, o sistema opera com problemas, por causa de um acidente (veja vídeo acima). Um trem descarrilou e provocou danos nas linha férrea. No dia do acidente, a CBTU informou que seria preciso esperar, ao menos, uma semana, para saber o prazo de retomada dos serviços sem atrasos. Nesta segunda (30), a companhia disse que ainda não pode informar quando o sistema voltará a operar normalmente. No dia 23, o sistema operava com o dobro do tempo de espera. No dia 25, os trens passaram a funcionar de maneira pendular, trafegando exclusivamente no trecho entre as estações Recife e Largo da Paz, medida adotada para diminuir de 20 para 12 minutos o tempo de espera entre as viagens. O intervalo regular é de 10 minutos. Vídeos mais vistos do G1 nos últimos 7 dias
Veja Mais

30/11 - Conta de luz terá cobrança extra a partir desta terça-feira, decide Aneel
Em maio, agência havia anunciado que não haveria cobrança extra em 2020 em razão da pandemia, mas decisão foi revogada. Cobrança extra será de R$ 6,24 a cada 100 kWh consumidos. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta segunda-feira (30) que haverá cobrança extra na conta de luz dos consumidores a partir desta terça (1º). Em reunião extraordinária, a Aneel decidiu que será cobrada a bandeira vermelha patamar 2, a mais cara no sistema de bandeiras da agência. Com isso, a cobrança extra será de R$ 6,24 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Em 26 maio, a Aneel havia anunciado que não haveria cobrança extra na conta de luz até 31 de dezembro deste ano, em razão da pandemia do novo coronavírus. Na reunião desta segunda-feira, contudo, a agência decidiu revogar a decisão e aplicar a bandeira vermelha patamar 2. Bandeiras tarifárias Juliane Monteiro/Arte G1 Motivo da cobrança extra Segundo o relator da proposta, Efrain Pereira da Cruz, o despacho de maio foi revogado porque o Brasil retomou aos patamares de consumo anteriores à pandemia. No entanto, conforme a Aneel, a oferta de energia está comprometida em razão dos baixos níveis dos reservatórios. Desta forma, o mecanismo da bandeira voltou a ser necessário no entendimento do órgão. "Essa condição de oferta adversa, somada à tendência de recuperação de carga da energia aos patamares pré-crise, são indícios concretos de que o mecanismo das bandeiras já merece ser restabelecido e a curto prazo", afirmou o relator.
Veja Mais

30/11 - Quer fazer um pitch conciso e convincente? Saiba o que é essencial
Confira dicas que podem ajudá-lo a se diferenciar na hora de apresentar sua startup a investidores Treine muito e demonstre segurança e maturidade ao apresentar o pitch Divulgação Se você tem ou pensa em criar uma startup já deve estar familiarizado com o termo pitch, presente no dicionário e no dia a dia de quem está neste universo: é através dele que empresas vendem suas ideias, sobretudo na hora de buscar investidores. Como fazer isso de forma curta e direta? Não faltam manuais que indicam os caminhos, mas apresentar tudo de forma direta não é tarefa fácil. É preciso ser conciso e convincente. Ouvimos quem entende do assunto para ajudá-lo a acertar na apresentação. O presidente da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), Amure Pinho, destaca a importância de treinar, ter confiança no discurso e saber todos os detalhes do negócio para esclarecer possíveis dúvidas. “Não há segredos: o que atrai a atenção é um discurso atrativo, objetivo e com números que comprovem seu modelo de negócio e o mercado que está inserido. Pense no lugar de um investidor: quais os elementos que validam o investimento no seu negócio? Mostrar estudo e conhecimento são vitais nesse processo”, explica. Além de cumprir regras consideradas básicas, é preciso ficar atento a alguns detalhes que nem sempre são especificados. Quem nos ajuda com mais dicas é professor Bruno Rondani, doutor em estratégia e inovação pela Fundação Getúlio Vargas e CEO da 100 Open Startups. Mais do que se preocupar em apresentar bem, com objetividade, é fundamental levar em consideração quem está do outro lado. “O pessoal acaba fazendo muito bem a outra parte, faz um pitch maravilhoso sobre a ideia, e depois não sabe se quer R$ 100 mil, R$ 1 milhão ou R$ 10 milhões. Você tem de ir pra reunião conhecendo com quem vai negociar e pedindo exatamente o que quer”, destaca. Prática é fundamental Tanto Pinho quanto Rondani destacam um ponto importante para fazer isso tudo de forma concisa e convincente: treinar! Chegar a uma rodada importante com experiência prévia vai deixar o empreendedor mais seguro e mais maduro, o que costuma ser observado por quem está do outro lado. Além de avaliar o negócio em si, o investidor analisa o comportamento de quem está apresentando. “Antes de fazer uma oferta de fato para o investidor e causar má impressão, é importante participar de fóruns, receber capacitação, apresentar o pitch em diferentes formatos”, destaca o professor. Rondani sugere que isso seja feito diante da equipe e recomenda gravar vídeos com diferentes apresentações, inclusive com durações distintas. Além de servir como treino, pode fazer a diferença em possíveis pitchs virtuais, que têm sido adotados durante a pandemia. “Esse exercício de gravar e inclusive enviar esse vídeo antes da reunião é muito poderoso. Hoje está sendo trabalhado dessa forma: a gente está gravando pitchs de três minutos e entrevistas de 20 minutos para mandar para os investidores”. Abaixo, o professor resume três dicas para um pitch convincente. Além de pontos essenciais, como ser um bom negócio, ter uma boa equipe e uma boa experiência no campo onde está propondo a inovação, considere o interlocutor. 1) Conheça o outro lado A preparação começa muito antes da apresentação. Saiba quem está do outro lado. O investidor tem seu objetivo, sua estratégia, seus interesses. Entrar em uma mesa de negociação sem conhecer com quem você está negociando diminui (e muito) sua chance de acertar. É como um vestibular: não adianta, por exemplo, saber muito de poesia para entrar em um vestibular da FGV. Não vai ser perguntado isso. Não é o tipo de conhecimento que eles estão buscando, então, não vai ser levado em consideração. Então, faça um exercício: antes de levar a proposta, busque saber o que esse alguém está procurando. 2) Seja objetivo Mostre objetividade. Você tem que saber o que está pedindo, quanto quer, para que e por quanto de participação. É preciso ter muita clareza do objetivo, da solução e não titubear. Se você for questionado, precisa saber responder: quanto deseja, até onde pretende chegar com o recurso, onde vai aplicar. Seja firme, consistente e o mais claro possível! Quando o investidor tem interesse, ele quer saber exatamente qual é a sua proposta. As startups perdem reputação na negociação quando não conseguem responder essas perguntas. 3) Valorize o investidor Além de conhecer o outro lado e ser objetivo, valorize o papel do investidor. Além de todos os passos (como apresentar a apresentar o negócio e a proposta de forma clara), faça o investidor se sentir importante na trajetória e deixe claro o que você espera, além do dinheiro, e como ele pode complementar e agregar, seja pelo portfólio, experiência ou conexões. Faça questões, mostre maturidade e preparo, sem perder a humildade. Perguntar é importante. Sem isso, você corre o risco de sair da sala sem um feedback. Quer saber mais sobre empreendedorismo? Acesse o portal VAE.
Veja Mais

30/11 - Suspeitos de fazer disparos com revólver em lote baldio são presos em Araguaína
Segundo a PM, o dono da arma confessou o crime. Arma de fogo foi apreendida com dupla em Araguaína Divulgação/PM Dois homens de 34 e 39 anos foram presos em Araguaína, na região norte do Tocantins, por disparo de arma de fogo. De acordo com a Polícia Militar (PM), eles estavam em um lote baldio quando atiraram para cima. O revólver e as munições foram apreendidos. O crime aconteceu na noite deste domingo (29), no setor Barros, e a PM foi chamada ao local após uma denúncia anônima. Os policiais receberam informações de que dois homens que estavam em um carro branco teriam feito disparos na região. Os militares fizeram buscas e encontraram a dupla em um bar. Ao realizar revista no veículo, a equipe localizou um revólver calibre 38, além de quatro munições intactas e duas deflagradas. O proprietário do carro confessou que era dono da arma e que o amigo teria disparado duas vezes em um terreno que fica ao lado do bar. Os dois foram detidos. Os suspeitos, o veículo e o material apreendido foram conduzidos à delegacia de plantão. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Veja Mais

30/11 - Mortes por coronavírus na região de Itapetininga em 30 de novembro
Atualizações foram divulgadas por prefeituras nesta segunda-feira (30). Mortes por coronavírus foram confirmadas nesta segunda-feira (30) em municípios da região de Itapetininga (SP). Confira as atualizações divulgadas por prefeituras: Confira os números da pandemia de Covid-19 na região Cerquilho Mais uma morte pela Covid-19 foi confirmada pela prefeitura de Cerquilho (SP), mas detalhes sobre o óbito não foram divulgados. Novos casos da doença também foram confirmados no município, que contabiliza 989 pacientes diagnosticados com o coronavírus, sendo 884 curados e 21 mortes. Itapeva Itapeva (SP) registrou quatro novas mortes por coronavírus. Segundo a prefeitura, duas delas são de idosos do Lar Vicentino. Os outros dois pacientes são uma mulher de 62 anos e um homem, de 79. Com as atualizações, a cidade contabiliza 1.326 casos positivos da doença, sendo 1.193 recuperados e 31 mortes. Conchas Mais uma morte pela Covid-19 foi registrada em Conchas (SP). Trata-se de um homem de 80 anos que estava internado na Unesp de Botucatu. A cidade tem agora 397 casos confirmados, sendo 343 curados e nove mortes. Itapetininga Em Itapetininga (SP), uma nova morte também foi confirmada na cidade. Segundo a prefeitura, o paciente é um homem de 66 anos que tinha outras doenças e estava internado no Hospital Dr. Léo Orsi Bernardes. Itapetininga contabiliza 2.736 casos confirmados da doença, sendo 2.527 curados e 89 mortes. Pilar do Sul Mais uma morte também foi anunciada em Pilar do Sul (SP). Trata-se de uma mulher, de 56 anos, que estava hospitalizada desde 16 de novembro. A cidade contabiliza 358 casos confirmados, sendo 318 recuperados e oito mortes. Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região Initial plugin text
Veja Mais

30/11 - Ganhador saca R$ 76 milhões da Mega-Sena nove dias após sorteio: 'Deve ter conferido hoje', diz dono de lotérica
Sortudo, cuja identidade não foi revelada, resgatou prêmio nesta segunda-feira (30), diz a Caixa. Novo milionário fez aposta em lotérica de shopping center da zona Sul de Ribeirão Preto (SP). Paulo Fernando Vieira, dono da lotérica onde aposta milionária foi feita em Ribeirão Preto, SP Reprodução/EPTV Nove dias após o sorteio do prêmio de R$ 76 milhões da Mega-Sena, a Caixa informou que o sortudo deu entrada no saque nesta segunda-feira (30). Dono da lotérica que registrou o bilhete em Ribeirão Preto (SP), Paulo Fernando Vieira diz que o ganhador só deve ter descoberto hoje que virou um milionário. "Ele deve ter conferido hoje. A pessoa pode esperar um, dois dias, mas esse tempo todo, não. Pode ser que ele não tinha se dado conta de que ganhou na loteria. Tem gente que não confere. Acontece muito", diz Vieira. Por segurança, a identidade do apostador não é revelada pela Caixa. Os números sorteados no concurso 2.320 foram: 06 - 30 - 35 - 39 - 42- 48. O ganhador apostou sete dezenas e pagou R$ 31,50. O próximo sorteio, no valor de R$ 7 milhões, está marcado para quarta-feira (2). Guichê de lotérica em shopping onde aposta milionária foi registrada em Ribeirão Preto, SP EPTV/Reprodução No sábado (28), após dizer que o saque já havia sido feito pelo ganhador, a Caixa corrigiu a informação e afirmou que ninguém tinha se apresentado. A notícia sobre os R$ 76 milhões ainda bloqueados despertou a curiosidade do dono da lotérica. "Todo mundo acha que é muito difícil ganhar e, às vezes, dá uma relaxada na conferência, então oriento demais meu apostador a conferir. Tem apostador que nem liga", diz Paulo, que também tem costume de fazer apostas e tentar a sorte. A lotérica fica no subsolo de um shopping center da zona Sul, onde clientes e funcionários ficaram curiosos para descobrir quem era o ganhador. Cartazes foram espalhados no estabelecimento para informar sobre o prêmio. Clientes e funcionários testam a sorte em loteria de Ribeirão Preto onde bilhete premiado da Mega-Sena foi comprado EPTV/Reprodução Prazo para resgate O sortudo tinha 90 dias corridos após o sorteio para retirar os R$ 76 milhões. Caso o prêmio não fosse resgatado dentro do prazo, o dinheiro seria repassado ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Entre janeiro e setembro, R$ 234 mil de prêmios com prazo de resgate vencido foram repassados ao fundo. Em 2019, foram R$ 331 mil, ainda de acordo com a Caixa. Vieira afirma que passam pelo estabelecimento muitos apostadores da região, então existe a chance de que o apostador não seja morador de Ribeirão Preto nem tenha resgatado o prêmio na cidade. "A pessoa fica assustada com o prêmio, mas a Caixa tem um departamento de apoio aos ganhadores, sugere que eles se afastem por um determinado período para que a ficha possa cair. É uma equipe de orientação, que, com certeza, seria oferecida ao ganhador", diz Paulo. Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
Veja Mais

30/11 - Crevisa disponibiliza vagas de dezembro para castração de animais domésticos em Divinópolis
Cadastro deve ser feito pelo AppDivinópolis; a pessoa que não comparecer no dia do procedimento, ficará impossibilitado de marcar outro horário pelos próximos 60 dias. Procedimentos cirúrgico são feitos no Crevisa, em Divinópolis Prefeitura de Divinópolis/Divulgação As vagas para castração de animais domésticos para o mês de dezembro, em Divinópolis, estarão disponíveis a partir das 8h desta terça-feira (1º). As inscrições devem ser feitas apenas pelo AppDivinópolis; a quantidade de vagas não foi informada pela Prefeitura e o cadastro estará disponível enquanto durarem as oportunidades. O interessado que cadastrar o animal e não comparecer ao Centro de Referência de Vigilância em Saúde Ambiental (Crevisa), ficará impossibilitado de marcar outro horário pelos próximos 60 dias. O Crevisa fica na rodovia que liga Divinópolis à Carmo do Cajuru, km 6, na estrada que dá acesso às chácaras Beira Rio, sentido Getsêmani. O AppDivinópolis, disponíveis nas lojas para aplicativos de smartphones, também apresenta serviços como denúncia de infrações às normas sanitárias estabelecidas por conta da pandemia da Covid-19, decretos municipais, Procon, entre outros.
Veja Mais

30/11 - Zoológico de Belo Horizonte recebe onça-pintada macho
Pytu tem um ano e meio de idade. Ele veio do Paraná e fará companhia à fêmea Janis, moradora do zoo. A onça-pintada Pytu chegou este mês no Zoo de BH Humberto Mello/PBH O Zoológico de Belo Horizonte recebeu neste mês uma onça-pintada. Pytu, um macho de um ano e meio de idade, veio do Refúgio Biológico Bela Vista, em Nova Iguaçu (PR). O animal permanece em quarentena para cuidados veterinários. Ele passa por exame físico, hemograma, bioquímica sanguínea, exames parasitológicos e de urina. De acordo com o Zoo, em breve, Pytu será o novo companheiro de Janis, onça pintada fêmea de 17 anos.
Veja Mais

30/11 - Obras de revitalização bloqueiam trechos de vias no Catete e Flamengo, na Zona Sul do Rio
As interdições iniciadas no último dia 23 têm previsão de término para o dia 7 de dezembro. As obras fazem parte da segunda etapa de revitalização das travessias de pedestres localizadas no entorno da Praça José de Alencar, no Catete. Praça José de Alencar, no bairro do Catete, na Zona Sul do Rio. Reprodução/ Google Street View Obras de revitalização irão causar bloqueios em trechos de vias nos bairros do Catete e Flamengo, na Zona Sul do Rio. As intervenções foram iniciadas no último dia 23 e estão previstas para terminarem no dia 7 de dezembro. As melhorias fazem parte da segunda etapa de obras nas travessias de pedestres localizadas no entorno da Praça José de Alencar, no Catete. Nesta fase, serão bloqueados trechos de uma faixa das seguintes vias: Rua Senador Vergueiro, do lado par, junto às edificações de número 4 e 14; Rua Barão do Flamengo, do lado par, junto à lateral da edificação de número 359 da Rua do Catete (Lojas Renner); Rotatória da Praça José de Alencar, na faixa junto à praça. O fluxo de veículos permanece com seus respectivos sentidos já que nesta etapa não haverá interdição total. A CET-RIO pede aos motoristas que fiquem atentos à sinalização viária e às orientações dos agentes. VÍDEOS: Os mais vistos do Rio nos últimos 7 dias
Veja Mais

30/11 - AO VIVO: Assista ao BATV
AO VIVO: Assista ao BATV
Veja Mais

30/11 - Após fechar estúdio por cinco meses, professora de dança faz investimentos e vira o jogo
Ana Paula se adaptou, deu aulas online e melhorou espaço para atrair mais alunos na retomada Apaixonada por ballet desde criança, Ana estudou e realizou sonho de ter a própria escola de dança Divulgação Uma palavra não define o turbilhão de acontecimentos e sentimentos que acompanharam a empresária Ana Paula Simon, 28 anos, nos últimos meses. Na lista, preocupação, aprendizado, adaptação, investimento e muito trabalho. Forçada a fechar o Fênix Studio de Dança, em Caieiras (SP), devido às medidas de isolamento social, a professora de dança, bailarina e coreógrafa precisou tomar decisões importantes. A principal foi optar por ativar o empreendedorismo. Valeu a pena: a procura só aumenta. “O trabalho é árduo, mas é preciso acreditar nos sonhos”, destaca. Até conseguir a virada, Ana viveu momentos de incerteza. Mesmo mantendo as aulas no formato online, viu o número de alunos diminuir e chegou a pensar que o sonho seria interrompido. Mas encontrou alternativas e virou a personagem de dezembro nas inserções do VAE nos intervalos da Rede Globo e da GloboNews (veja vídeo). Após compartilhar os anseios com quem passava pela mesma situação (por meio da Associação Unidos pela Dança Diretores), seguiu recomendações, valorizou seu espaço e investiu em melhorias para oferecer um ambiente melhor e mais seguro na retomada. A sala ganhou um piso especial e um novo sistema de ventilação. “Fechamos em março com 60 alunos e reabrimos em setembro com sete. Mas investimos em publicidade, mostramos as melhorias e já estamos com 50. No início foi desesperador, eu nem dormia”, conta a professora, que agora já pensa em mudar para um ambiente maior em 2020. Ana procura um imóvel no qual possa ter mais salas. Com o crescimento, vai contratar professores e aumentar a grade de aulas, com mais opções de horários - atualmente, é ela quem se divide entre as turmas de ballet, sapateado americano, jazz dance e dança contemporânea. Dança, uma paixão de infância A paixão pela dança é antiga. Ana Paula começou a dançar aos seis anos e, ainda criança, passou a se destacar no ballet clássico. Aos 12 anos, uma cirurgia no coração a obrigou a fazer uma pausa de dois anos. Por um tempo, ela chegou a perder o entusiasmo, mas um convite para ensinar crianças menores começou a desenhar uma nova história. Quando completou 17 anos, com a experiência com os pequenos, mudou de escola e passou a dar aulas de ballet clássico. Logo veio a decisão de estudar Educação Física, cursada com bolsa integral. A bailarina virou coreógrafa, professora e, em fevereiro de 2019, abriu o próprio estúdio de dança. Ao longo dos anos, os estudos não pararam: Ana fez pós-graduação em medicina do esporte e dança, consciência corporal e entrou para o curso para professores oferecido pela Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, em Joinville (SC). “O sentimento é de que estou no caminho certo. É isso que quero para a minha vida. É a realização de um sonho poder passar aos alunos o quanto é espetacular estar em um palco e poder sonhar com isso. Hoje posso dizer que vivo da dança”. Logo no primeiro ano, o Fênix Stúdio contou com 75 bailarinos na apresentação de encerramento do ano. Apesar do sobressalto, o espetáculo de 2020 está confirmado, em novo formato: será transmitido ao vivo pela internet. Quer conhecer mais histórias inspiradoras de empreendedores de sucesso? Acesse o portal VAE e confira!
Veja Mais

30/11 - Sete trabalhadores de obra em hangar na Aeronáutica são resgatados em condição de escravidão, em Anápolis
Ministério Público do Trabalho relata situação precária no alojamento dos trabalhadores, como falta de camas, geladeira, fogão e comida. Em depoimento, operários disseram ter comido formigas fritas com farinha para não passar fome. Grupo é resgatado de trabalho análogo à escravidão em alojamento em Anápolis Promotores e fiscais do Ministério Público do Trabalho (MPT) resgataram sete operários que trabalhavam na construção de um hangar na Base Aérea de Anápolis em situação semelhante à escravidão. Os operários são contratados pela empresa Shox do Brasil Construções, que presta serviços terceirizados para a Força Aérea Brasileira (FAB). A FAB informou em nota que segue os dispositivos legais previstos para contratação de empresas e para a fiscalização dos serviços prestados. A nota diz ainda que a FAB "repudia qualquer descumprimento da legislação vigente e analisa, com base no contrato assinado, eventuais providências cabíveis a serem adotadas", (leia a íntegra ao final). A empresa Shox do Brasil Construções não atendeu as ligações nem respondeu os e-mails enviados pela reportagem. Segundo a promotora do MPT Alline Pedrosa Oishi Delena, a empresa mantém contrato de R$ 15 milhões com a Aeronáutica pela construção do hangar. Após ação de rescisão direta de trabalho pedida na Justiça pelo órgão, a promotora autora da ação reportou em documento que um advogado da empresa afirmou que não vai pagar os direitos dos trabalhadores e que vai discutir a questão no Judiciário. A partir do relatório do MPT, um juiz do trabalho determinou que a Shox do Brasil faça a rescisão dos contratos e pague todas as despesas relacionadas a alimentação, hospedagem e passagens de volta para a cidade de origem. O Ministério Público do Trabalho em Anápolis recebeu denúncia em 5 de novembro com informações que a empresa teria alojado cerca de 25 trabalhadores em uma casa com dois banheiros, sem geladeira nem fogão, sem camas e sem colchões suficientes para todos. Os trabalhadores seriam oriundos de outros estados, como Pernambuco e Sergipe. Alguns deles já haviam abandonado o contrato diante da situação e voltado para Aracaju. Os operários que ainda estavam alojados foram resgatados em 23 de novembro. Toda a ação de fiscalização da obra e do alojamento foi acompanhada por um capitão da FAB, segundo o MPT. O alojamento e a obra foram interditados pelos auditores do trabalho. O relatório do órgão traz depoimentos de operários para os auditores. Um trabalhador disse que pagou R$ 20 pelo exame admissional e não recebeu reembolso. Outro trabalhador afirmou que recebeu R$ 300 em outubro para comprar janta. Mas que em novembro não recebeu mais, e o representante da empresa informou que faria o pagamento da refeição daquele mês somente com o acumulado em dezembro. Ele afirma também ter recebido um uniforme e um par de botas para trabalhar. A obra tem 30% dos trabalhos concluídos e serviria como espaço de manutenção para aviões de carga. Porém, foi embargada pelos auditores do trabalho. Colchões foram encontrados no chão pelos auditores do trabalho em Anápolis, Goiás Reprodução/TV Anhanguera O ministério público elencou irregularidades encontradas no local: Os trabalhadores não recebiam regularmente as refeições do período da noite e do final de semana mesmo tendo sido transportados de outros estados e não tendo ainda recebido salário, e passaram fome; Os trabalhadores não recebiam EPIs adequadamente na forma da lei; Os trabalhadores ficavam sem folga a cada sete dias de trabalho e laboraram em regime de jornada extraordinária sem a remuneração correspondente; O alojamento possuía dois chuveiros, um quente e um frio, e ambos foram comprados pelos trabalhadores; A empresa exigiu que os trabalhadores trabalhassem aos sábados como contraprestação para recebimento de janta. Formiga frita na janta Os trabalhadores relatam também que trabalharam horas extras aos finais de semana e feriados para receberem dinheiro para comprar comida, mas no dia combinado, o representante da empresa não repassa o recurso. Uma foto tirada por um operário mostra uma janta improvisada por eles para não passarem fome: formigas fritas com farinha. Outro trabalhador relatou que comprava macarrão instantâneo, conhecido como miojo, para jantar durante dias, e que precisava pedir dinheiro emprestado para a compra. Operário fotografa formiga frita com farinha para a janta, em Anápolis, Goiás Reprodução/TV Anhanguera Situação precária Os trabalhadores moravam em um alojamento que fica a 4 km da base aérea. Apesar de o local ser espaçoso, não havia camas, geladeira, fogão e nenhum tipo de móvel. Os operários relataram ao MPT trabalhar sábados, domingos e também feriados em troca da janta, que seria pago em valor de R$ 380 por mês. O pagamento, no entanto, não ocorreu, segundo depoimentos dos trabalhadores. O relatório do MPT diz que faltava refeição e os homens chegaram a comer formigas fritas com farinha para não passar fome. Eles recebiam as refeições nos dias de trabalho, nos demais dias ficavam sem comida. Ainda de acordo com o documento, os trabalhadores emendaram semanas diretas sem folgas e os salários eram enviados direto para as famílias. Os operários resgatados são de Sergipe, Pernambuco e Paraná. O MPT pediu a rescisão direta do contrato de trabalho e o pagamento dos direitos dos trabalhadores e lavrou autos de infração contra a empresa Shox do Brasil. Os operários foram levados para hotel. Lixo encontrado no alojamento dos trabalhadores em Anápolis, Goiás Reprodução/TV Anhanguera Nota da Força Aérea Brasileira A Força Aérea Brasileira (FAB) segue os dispositivos legais previstos para contratação de empresas e para a fiscalização dos serviços prestados. Assim que a unidade responsável pelo acompanhamento e gestão da obra tomou conhecimento da autuação sofrida pela empresa Shox do Brasil, houve a notificação para prestar esclarecimentos e informar as ações tomadas para sanar as irregularidades apontadas pela ação fiscal. Cabe ressaltar que a Força Aérea Brasileira repudia qualquer descumprimento da legislação vigente e analisa, com base no contrato assinado, eventuais providências cabíveis a serem adotadas. VÍDEOS: Notícias de Goiás
Veja Mais

30/11 - Com 179 novos casos, Acre confirma 36.259 infectados pela Covid-19 e tem mais de 400 exames em análise
Novas notificações, de acordo com o boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), são resultados de 23 exames de RT-PCR e 156 testes rápido. Com 179 novos casos, Acre confirma 36.259 infectados pela Covid-19 e tem mais de 400 exames em análise Reprodução / TV Grande Rio Mais 179 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus foram registrados nesta segunda-feira (30) no Acre, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria estadual de Saúde (Sesacre). Assim, o número de infectados saiu de 36.080 para 36.259. Nenhuma morte foi registrada nas últimas 24 horas mantendo o número em 723. Há 404 exames de RT-PCR aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. No total, 30.592 pessoas receberam alta da doença. Veja como estão os casos de Covid-19 em cada cidade MÉDIA MÓVEL: veja em que estados as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda O estado está em contaminação comunitária desde o dia 9 de abril, com uma taxa de incidência de 4.146,8 casos para cada 100 mil habitantes e a de mortalidade é de 82,7 para o mesmo grupo. Já a letalidade está em 2%. A taxa de ocupação nos hospitais da rede SUS no estado se manteve em 48,8%. Antes eram 90 leitos de UTI existentes, agora são 80, dos quais 39 estão ocupados, segundo o boletim de assistência à saúde. De acordo com a Sesacre, na renovação do contrato com a Associação Nossa Senhora da Saúde (Anssau) o número de leitos disponíveis em Cruzeiro do Sul diminuiu. Dessa forma, os leitos de UTI estão concentrados em Rio Branco, com 70 vagas, e Cruzeiro do Sul, com 10. Mortes por cidade Números Das 723 mortes registradas até o momento, 481 apresentavam algum tipo de comorbidade, segundo a Saúde e 242 das vítimas não tinham outras doenças. Do total de mortos, 433 eram homens e 290 mulheres. Do total de vítimas, 511 tinham acima de 60 anos. O Acre registra 100.154 notificações de contaminação pela doença, sendo que 63.491 casos foram descartados. Maiores taxas de contaminação a cada 10 mil habitantes: Assis Brasil - 986 Xapuri - 842 Mâncio Lima - 692 Tarauacá - 644 Santa Rosa do Purus - 567 Manoel Urbano - 535 Brasileia - 466 Sena Madureira - 436 Casos de Covid-19 por cidades
Veja Mais

30/11 - Sespa prorroga campanhas de vacinação contra o sarampo e a poliomielite
Cobertura vacinal ainda está abaixo da média recomendada. A Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) prorrogou as campanhas de vacinação contra o sarampo e a poliomielite até o dia 20 de dezembro, em todos os postos de vacinação do estado. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal, que está abaixo da média recomendada pelo ministério da saúde, que é de 95% do público-alvo. De acordo com a Sespa, no caso da vacina contra o sarampo, pouco mais de 877 mil pessoas entre 20 e 49 anos foram imunizadas, quando a meta é vacinar quase 3 milhões e meio de pessoas. Taxa de apenas 25,16 por cento. Já o índice de vacinação de crianças de 1 a 4 anos contra a pólio está em 54,11 por cento, bem abaixo do recomendado. Até agora, 322 mil crianças receberam a dose da vacina. Ainda segundo a Sespa, a baixa procura é atribuída, entre outros fatores, à pandemia da Covid-19, já que muitos pais e responsáveis têm medo de levar seus filhos aos postos de vacinação. O vírus da poliomielite não circula no Brasil há 30 anos. Já o sarampo, só no estado do Pará, atingiu 5.372 pessoas em 2020, o equivalente a 64% dos registros em todo o país.
Veja Mais

30/11 - EPTV 2 Ribeirão e Franca ao vivo
Assista pela internet diariamente, a partir das 19h, ao telejornal da EPTV. EPTV 2 Ribeirão e Franca ao vivo Assista pela internet diariamente, a partir das 19h, ao telejornal da EPTV.
Veja Mais

30/11 - Fêmea de lobo-guará atropelada morre horas depois de ter sido resgatada
Animal foi atropelado na última semana, mas fugiu sem que pudesse ser socorrido. Fêmea sofreu fraturas nas patas traseiras e na mandíbula. Lobo-guará é resgatado em sítio de Guararema após sofrer atropelamento Reprodução/TV Diário Morreu nesta segunda-feira (30) a fêmea de lobo-guará que havia sido resgatada em Guararema, uma semana após ter sofrido um atropelamento. O animal estava desidratado, com lesões e uma suspeita de grave insuficiência renal, segundo o veterinário Jefferson Renan Araújo, que fez o atendimento em Mogi das Cruzes. Após ter sido atropelada, a lobo-guará fugiu para a mata, onde ficou ferida por cerca de uma semana. Segundo o veterinário, imagens feitas por celular do momento do resgate neste domingo (29), feito pelo Corpo de Bombeiros, quando ela permitiu a aproximação, indicavam que a situação do animal era grave. A lobo-guará chegou a ser sedada para que os procedimentos fossem realizados, mas não resistiu. Ainda de acordo com o veterinário, que luta por um Centro de Tratamento de Animais Silvestres na cidade, o animal que estampa as notas de R$ 200 é de uma espécie ameaçada. Embora seja mais comum no cerrado, o lobo-guará tem aparecido em região de Mata Atlântica. Assista a mais notícias
Veja Mais

30/11 - Justiça converte para preventiva a prisão de policial militar que matou a namorada em Valença
Janitom Celso Rosa Amorim, de 39 anos, havia sido preso em flagrante logo após o crime, cometido na última sexta-feira, no estacionamento de uma faculdade. Momento em que o homem é imobilizado logo após atirar contra a namorada Reprodução/TV Rio Sul A Justiça converteu para preventiva a prisão de Janitom Celso Rosa Amorim, de 39 anos, que responde pelo assassinato da namorada Mayara Pereira de Oliveira, de 31 anos, em Valença, no Sul do Rio de Janeiro. O policial militar havia sido preso em flagrante logo após o crime, cometido na última sexta-feira (27), no estacionamento de uma faculdade. Na decisão, o juiz Marcelo Borges, da Central de Custódia de Volta Redonda, considerou que a medida é necessária “como forma de garantir a ordem pública, pois se trata de delito com grave repercussão social”. “Desse modo, presentes os requisitos do art. 312 do CPP. Ante o exposto, converto a prisão em flagrante em preventiva, com base no artigo 312, caput, do Código de Processo Penal, uma vez que a prisão cautelar é necessária para garantia da ordem pública e para assegurar a aplicação da lei penal”, diz a decisão. A conversão é necessária porque a prisão em flagrante tem prazo de expiração de 24h, enquanto a preventiva tem prazo indeterminado. Crime de feminicídio Homem faz jovem de refém em Valença Reprodução/Redes sociais O crime aconteceu durante sequestro, que durou cerca de duas horas e meia, no estacionamento do campus do Centro Universitário de Valença. Equipes de segurança da universidade viram os dois discutindo dentro do carro e, ao notar que o homem estava armado, chamaram a polícia. A tentativa de negociação contou com policiais civis e militares. "A vítima estava dentro do carro, o carro com a porta do motorista aberta e o autor com a arma em punho conversando com os oficiais. Ele conversava, entrava no carro e saia e, nós, aguardando a chegada dos negociadores", disse Carlos Cesar Santos, delegado titular da Polícia Civil de Valença. Uma equipe da Unidade de Intervenção Tática (UIT) do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) chegou ao local de helicóptero para ajudar no trabalho. "Teve um momento em que um helicóptero sobrevoou a faculdade e imaginamos que seriam os negociadores do Bope. Mas, de repente, ele abriu a porta do carro, desferindo um tiro contra a vítima. Não teve reação, nem nada. Simplesmente, ele botou a arma sobre o carro e aceitou a rendição", descreveu o delegado. A vítima foi socorrida pelo Samu e levada ainda com vida para o Hospital Escola da cidade. Segundo os bombeiros, que ajudaram no resgate, a jovem teve quatro paradas cardíacas no hospital, e não resistiu. A prisão Momento em que o homem é imobilizado logo após atirar contra a namorada Reprodução/TV Rio Sul O cabo Janitom Celso Rosa Amorim, de 39 anos, foi imobilizado por policiais logo após o disparo. Ele foi algemado e levado em um carro da polícia para a delegacia de Valença. O PM fazia parte do no 37º Batalhão, em Resende, e atuava em Itatiaia. Por ser policial militar, ele foi transferido para o Batalhão Especial da corporação, que fica em Benfica, no Rio de Janeiro. A polícia apreendeu a arma usada no crime e recolheu os celulares da vítima e do policial. Os investigadores vão procurar por trocas de mensagens que possam ajudar a esclarecer a motivação do assassinato. Em nota, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que os policiais seguiram os protocolos das ocorrências com refém. Disse ainda que o assassino responderá pelo crime nas esferas civil e militar, que repudia "com veemência" a atitude do policial e se solidariza com a família da vítima. Sepultamento no sábado Mayara tinha 31 anos e era estudante de pós-graduação Reprodução/Redes sociais No último sábado (28), familiares e amigos se despediram da vítima, a cirurgiã-dentista Mayara Pereira de Oliveira, de 31 anos. O corpo dela foi velado no Cemitério Portal da Saudade, em Volta Redonda, cidade onde ela morava. Mayara era aluna de um curso de pós-graduação da área de odontologia. Ela deixa um filho de cinco anos, fruto de outro relacionamento. Universidade lamenta sequestro e desfecho Durante o sequestro, os alunos e os colaboradores da universidade foram orientados a não saírem das salas de aulas e dos setores de trabalho. Após o desfecho, as dependências foram esvaziadas e as atividades no campus foram suspensas até esta segunda-feira (30). "Um acontecimento inesperado em uma cidade tão tranquila quanto Valença, mas que infelizmente reflete um cenário nacional de violência contra a mulher. Vivenciar essa situação é revoltante e extremamente entristecedor. Nos sentimos impotentes ao testemunhar, mesmo com ação imediata da polícia no local, um desfecho trágico", informou a universidade, em nota oficial. "Estamos todos muito abalados e unidos em pensamento pela família da Mayara. Seguimos colaborando com autoridades no desdobramento da situação e à disposição da família para suporte nesse momento de dor", finalizou. VÍDEOS: as notícias do RJ1 desta segunda-feira
Veja Mais