Participantes definem agenda relevante para 2022

No dia 18 de março, o Grupo Reformar para Mudar realizou a primeira reunião do ano na sede do Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Entre as questões relevantes do grupo definidos para a agenda 2022 estão: a defesa das reformas administrativa e tributária; efetivar os marcos regulatórios do saneamento, gás, câmbio, ferrovias, navegação/cabotagem e distribuição de energia etc.; acompanhar PLs licenciamento ambiental e regularização fundiária; acompanhamento das prefeituras na definição de APPs em áreas urbanas; acompanhar o PlanHab 2040 (MDR) – planejamento e implementação da Política Nacional de Habitação nas próximas duas décadas; atuar na sustentação do Casa Verde e Amarela; permanente defesa da agenda liberal; avançar no ESG; e, de forma republicana e apartidária, dialogar com candidatos às eleições (poderes Executivo e Legislativo), levando posicionamento sobre questões relacionadas ao desenvolvimento nacional.

Soma-se a isso, a revisão do Plano Diretor Estratégico da cidade de São Paulo.

No evento foram apontadas as atuações relevantes do grupo nos últimos cinco anos que resultaram em avanços importantes para a sociedade, como: MP 905 – Contrato de Trabalho Verde e Amarelo; reformas Trabalhista, Previdenciária, Administrativa, e do Imposto de Renda; regularização fundiária; PEC 186/19 (teto de gastos / auxílio emergencial, desoneração da folha de pagamentos; marco legal do saneamento básico; marco legal do licenciamento ambiental; agenda ESG; pandemia / defesa vacinação.

O encontro marcou a participação do novo presidente do Secovi-SP, Rodrigo Luna, que informou que Ely Wertheim, presidente-executivo do Secovi-SP, assumirá a coordenação dos trabalhos do grupo empresarial.